Banner 468x60
Banner 180x60
Boa noite.
Sexta-Feira, 22 de Junho de 2018.
 
E-mail:  Senha:

 

 
Nome

E-mail


 
Saiba como anunciar na Revista e no Site CONCERTO.
   


Vitrine Musical 2016 - Clique aqui e veja detalhes dos anunciantes

 

 
 
Dimos Goudaroulis e Nicolau de Figueiredo abrem temporada Art Invest - Rio de Janeiro (16/8/2011)

Começa por Macaé nesta quarta, dia 17 de agosto, a temporada dos Concertos Art Invest Rio de Janeiro, que tem em seu primeiro programa o celebrado duo formado pelo violoncelista Dimos Goudaroulis e pelo cravista Nicolau de Figueiredo. A apresentação será levada para as cidades de Campos (dia 18); Teresópolis (dia 19) e Nova Friburgo (dia 20).

O duo gravou recentemente o elogiado CD duplo “O Tenor Perdido”, que traz obras de Giuseppe Valentini (1680-1740) e Andrea Caporale (? -1757). O nome do CD é uma referência ao violoncelo piccolo, espécie de tenor da família das cordas, que foi encontrado há 13 anos, quando Goudaroulis descobriu o instrumento alemão raro, do fim do século XVII, com quatro cordas, abandonado em uma lutheria de São Paulo.

Nascido em 1970, na Grécia, Goudaroulis, que vive no Brasil desde 1996, destaca-se por pertencer a uma nova geração de instrumentistas que transita por estilos musicais diferentes. Interpreta com primor obras tanto da música antiga, quanto de repertório jazzístico. Recebeu o Prêmio Carlos Gomes (2003) e o Prêmio Bravo Prime de Cultura (2008) pela gravação das três primeiras suítes para violoncelo solo de J.S. Bach. Foi professor de violoncelo na Unicamp, por nove anos. É também um dos 16 integrantes da Camerata Aberta, grupo de música contemporânea residente da Tom Jobim – Escola de Música do Estado de São Paulo (EMESP), criado em 2010.

Goudaroulis estudou violoncelo em Thessalônica e, depois, em Paris, com Philippe Müller e Reine Flachot. Lá, começou a tocar jazz e música improvisada, explorando novas possibilidades e criando uma linguagem nova e original para o violoncelo, o que o levou a apresentar-se com músicos como Lee Konitz, Jackie McLean, Paul McCandless, Max Roach, Hermeto Pascoal e Egberto Gismonti. Nos últimos anos tem feito pesquisas para divulgação do repertório violoncelístico do período barroco.

Nicolau de Figueiredo é conhecido pela eximia habilidade ao cravo. Foi professor do Conservatório de Paris e tem integrado diversos grupos internacionais de música. O cravista saiu do Brasil em 1980 para morar na Suíça, onde permaneceu por 24 anos. Hoje, mora em Paris. Também organista e regente, dedica-se ao repertório dos séculos XVII e XVIII. Em 2006 recebeu o prêmio Choc pela gravação das 13 sonatas de Domenico Scarlatti. Orientado por Christiane Jaccottet ao cravo e por Lionel Rogg ao órgão, obteve, em 1984, o 1º Prêmio de Virtuosidade de Cravo do Conservatório de Genebra. Venceu os concursos internacionais de Nantes (1984) e de Roma (1985). O cravista foi diretor musical de ópera da Schola Cantorum Basiliensis (Suíça) e ensinou interpretação do repertório barroco no Conservatório de Paris. Atua como solista junto à Freiburger Barockorkester, Europa Galante, Osesp e OSB, entre outros grupos. Participa dos mais famosos festivais europeus, como La Roque d’Anthéron, Les Folles Journées, Festival d’Aix-en-Provence e Festival d’Ambronay.

Os concertos têm entrada franca e mais informações podem ser obtidas no Roteiro Musical.



Mais Notícias

Geneva Camerata recebe o violoncelista Pieter Wispelwey pela temporada da Cultura Artística (22/6/2018)
Projeto Guri promove seminário com Jeunesses Musicales International (21/6/2018)
Festival Tinta Fresca premia compositor paulistano Martim Butcher (20/6/2018)
Petrobrás Sinfônica toca Brahms com maestro Carlos Moreno (20/6/2018)
Terceiro SPHarpFestival mostra espetáculo sobre a belle époque (20/6/2018)
Flauta Mágica celebra os 170 anos da Escola de Música da UFRJ (19/6/2018)
SP Cia. de Dança completa 10 anos e apresenta dois espetáculos em junho (19/6/2018)
Festival Sesc Pelotas abre inscrições (18/6/2018)
Pianista Fabio Martino toca com Osesp e o maestro Neil Thomson (18/6/2018)
Theatro São Pedro apresenta “Alcina” de Händel com direção de Luis Otavio Santos (15/6/2018)
Projeto celebra legado do maestro e compositor Cyro Pereira (14/6/2018)
Após manifestação de ministro, governo estuda compensação para a cultura (14/6/2018)
Festival de Londrina tem inscrições abertas (14/6/2018)
Quarteto da Cidade toca Beethoven (13/6/2018)
Sala Cecilia Meireles abre espaço para a ópera contemporânea (13/6/2018)
Regente francês Louis Langrée, diretor da Sinfônica de Cincinnati, rege a Osesp (12/6/2018)
Theatro Municipal encena ópera “O cavaleiro da rosa”, de R. Strauss (11/6/2018)
Instituto Baccarelli em dose dupla (8/6/2018)
Música no Museu tem a voz como foco em junho no Rio (8/6/2018)
Les Violons du Roy e soprano Julia Lezhneva fazem homenagem a Händel (8/6/2018)
Orquestra Jovem do Estado toca e grava a "Sinfonia nº 5" de Mahler (7/6/2018)
Festival de Campos do Jordão fará 90 apresentações em julho (7/6/2018)
Instituto Fukuda promove nova versão do musical “Os saltimbancos” (6/6/2018)
Camerata Sesi recebe Edilson Venturelli (6/6/2018)
Sinfônica da USP recebe jovem violoncelista para interpretar Shostakovich (6/6/2018)
Filarmônica de Minas Gerais recebe maestro polonês Michal Nesterowicz (5/6/2018)
Pianista britânico Steven Osborne abre o mês da Osesp (5/6/2018)
Pianistas movimentam agenda da Sala Cecília Meireles (5/6/2018)
 
Ver todas as notícias anteriores
 
<< voltar

 


< Mês Anterior Junho 2018 Próximo Mês >
D S T Q Q S S
27 28 29 30 31 1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30
 

 
São Paulo:

26/6/2018 - Geneva Camerata e Pieter Wispelwey - violoncelo

Rio de Janeiro:
22/6/2018 - Ópera A flauta mágica, de Mozart

Outras Cidades:
23/6/2018 - Sorocaba, SP - Operilda na Orquestra Amazônica
 




Clássicos Editorial Ltda. © 2018 - Todos os direitos reservados.

Rua João Álvares Soares, 1404
CEP 04609-003 – São Paulo, SP
Tel. (11) 3539-0045 – Fax (11) 3539-0046