Banner 180x60
Bom dia.
Domingo, 22 de Outubro de 2017.
 
E-mail:  Senha:

 

 
Nome

E-mail


 
Saiba como anunciar na Revista e no Site CONCERTO.
   


 

Vitrine Musical 2016 - Clique aqui e veja detalhes dos anunciantes

 
 
Chega ao fim a crise da OSB (5/9/2011)

A última sexta-feira foi um marco na crise que assola a Orquestra Sinfônica Brasileira desde o início do ano. Após muitos e conturbados capítulos de uma disputa entre a Fundação OSB e os músicos, que levou à demissão de 33 instrumentistas e à saída do maestro Minczuk da direção artística, finalmente chega a notícia de um acordo selado entre as partes.

Segundo a OSB, os novos diretores artísticos Fernando Bicudo e Pablo Castellar e a presidente do SindMusi, Déborah Cheyne elaboraram um documento em conjunto que prevê o retorno dos músicos demitidos à Fundação OSB (FOSB) em um novo corpo orquestral, com a possibilidade de opção pela conversão das justas causas em demissão comum. O acordo foi assinado na sede do Sindicato pelo diretor executivo da FOSB, Sérgio Fortes, por Déborah Cheyne e por 31 dos 33 músicos. Destes, 26 vão formar o novo corpo orquestral, cinco optaram por ter as demissões convertidas, um não aderiu ao acordo e um manifestará sua decisão nos próximos dias.

Leia abaixo os termos do acordo:

1- Reintegração imediata de todos os 33 músicos aos quadros da FOSB em um novo corpo orquestral criado com este propósito e sem a regência do maestro titular da OSB (Roberto Minczuk).

2- Este novo corpo orquestral será complementado por uma lista de sete músicos veteranos da Fundação.

3- Caberá à atual direção artística da FOSB a gestão do novo corpo orquestral, que terá as mesmas condições de trabalho praticadas anteriormente, reguladas pelo Regimento Interno antigo, tais como número de funções, gratificação por função, anuênios etc.

4- A FOSB pagará aos músicos que forem reintegrados os respectivos salários e valores de direito de imagem retroativos às demissões ocorridas em março de 2011 até maio de 2012. Os salários de agosto serão pagos 12 dias após a assinatura do acordo.

5- A FOSB garante a manutenção do novo corpo orquestral e dos contratos de trabalho de seus integrantes até 31.08.2013, exceto por motivo disciplinar, econômico ou financeiro devidamente comprovado. Os músicos também ficam dispensados de realizar avaliações de desempenho durante toda a vigência de seus contratos.

6- Os membros do novo corpo orquestral poderão indicar, através de uma lista tríplice, um representante para compor o Conselho Fiscal da Fundação, que será escolhido pelo Conselho Curador.

7- De acordo com as necessidades de sua programação artística, a FOSB poderá convidar os músicos deste novo corpo orquestral para tocar com a orquestra atual. É garantido aos membros o direito de não aceitar nos primeiros seis meses de vigência do acordo. Após este prazo, a recusa só poderá acontecer no caso de a programação ser regida pelo atual maestro titular da orquestra.

8- Aqueles que não quiserem retornar aos quadros da Instituição terão suas demissões por justa causa convertidas em demissão imotivada, com o recebimento das verbas rescisórias e a manutenção do plano de saúde pelo prazo de seis meses. Estes músicos receberão também uma indenização de valor correspondente ao somatório dos salários retroativos. Os valores devidos serão quitados em prazo estabelecido em comum acordo.



Mais Notícias

Theatro Municipal do Rio de Janeiro apresenta o balé “O lago dos cisnes” (20/10/2017)
Jocy de Oliveira estreia a ópera "Liquid voices" (19/10/2017)
Orquestra Filarmônica de Minas Gerais comemora dez anos em nova temporada (18/10/2017)
Com novos patrocínios, Orquestra Sinfônica Brasileira retoma atividades (17/10/2017)
Cultura Artística lança temporada internacional 2018 (17/10/2017)
Nathalie Stutzmann canta com a Osesp na Sala São Paulo (16/10/2017)
Neojiba comemora dez anos com série de apresentações (13/10/2017)
Trompetista venezuelano Pacho Florez é solista da Orquestra Jovem do Estado (11/10/2017)
Theatro Municipal de SP apresenta programa espanhol (10/10/2017)
“Os pescadores de pérolas” estreia no Theatro Municipal de São Paulo em 30 de outubro (10/10/2017)
Osesp apresenta “Réquiem de guerra” de Britten (9/10/2017)
Orquestra Sinfonia Brasil faz apresentações no Paraná e no Rio de Janeiro (6/10/2017)
“Gran Finale” promove canto coral entre crianças e adolescentes (6/10/2017)
Filarmônica de Minas Gerais toca Villa-Lobos com pianista Fabio Martino (6/10/2017)
Ospa recebe tenor Martin Muehle e soprano Claudia Riccitelli (6/10/2017)
Amazonas Filarmônica celebra 20 anos com concerto (5/10/2017)
Ligia Amadio comanda a Osusp na Sala São Paulo (5/10/2017)
Osesp recebe o violinista brasileiro Luiz Fílip (4/10/2017)
João Carlos Martins rege e sola com a Bachiana Filarmônica (3/10/2017)
Premiado violonista russo Artyom Dervoed faz recital na série da Cultura Artística (2/10/2017)
Ricardo Kanji rege oratório de Vivaldi no Theatro São Pedro (29/9/2017)
Osesp lança temporada com novas séries e integral das sinfonias de Beethoven (29/9/2017)
Sinfônica Heliópolis recebe pianista Jean-Louis Steuerman (28/9/2017)
Jundiaí terá “Ciclovia Musical” neste domingo (28/9/2017)
Ocam toca Philip Glass com a pianista Lídia Bazarian (27/9/2017)
Pianista francês Jean-Efflam Bavouzet toca com a Osesp (26/9/2017)
 
Ver todas as notícias anteriores
 
<< voltar

 


< Mês Anterior Outubro 2017 Próximo Mês >
D S T Q Q S S
1 2 3 4 5 6 7
8 9 10 11 12 13 14
15 16 17 18 19 20 21
22 23 24 25 26 27 28
29 30 31 1 2 3 4
 

 
São Paulo:

28/10/2017 - Daniel Grajew - piano

Rio de Janeiro:
25/10/2017 - XXII Bienal de Música Brasileira Contemporânea

Outras Cidades:
24/10/2017 - Brasília, DF - Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional Claudio Santoro
 




Clássicos Editorial Ltda. © 2017 - Todos os direitos reservados.

Rua João Álvares Soares, 1404
CEP 04609-003 – São Paulo, SP
Tel. (11) 3539-0045 – Fax (11) 3539-0046