Banner 468x60
Banner 180x60
Bom dia.
Sábado, 21 de Outubro de 2017.
 
E-mail:  Senha:

 

 
Nome

E-mail


 
Saiba como anunciar na Revista e no Site CONCERTO.
   


 

Vitrine Musical 2016 - Clique aqui e veja detalhes dos anunciantes

 
 
Neschling e Herencia apontam o futuro do Teatro Municipal; temporada abre dia 23 de fevereiro (7/2/2013)

Na última quarta-feira, dia 6, em um almoço oferecido a jornalistas no restaurante do Teatro Municipal, o maestro John Neschling, diretor artístico, e o gestor José Luiz Herencia, diretor geral, delinearam os rumos da nova administração do Teatro Municipal de São Paulo. “Melhor do que ficar falando do teatro – e em sintonia com a nossa ‘política de transparência’ –, quero começar anunciando um programa de acesso ao teatro e às obras, uma visita guiada, chamado de ‘portas abertas’”, iniciou o maestro Neschling. E emendou: “Isso é para que vocês vejam as facilidades e as dificuldades que encontramos ao entrar aqui. Não é mais para escrever que o teatro está pronto, o teatro não está pronto, falta isso, falta aquilo. Não tenho nenhuma intenção de criar polêmica com a antiga administração, pelo contrário; eu quero dar uma ideia positiva na minha chegada ao teatro, estou esperançoso”. O primeiro “portas abertas” será no próximo dia 18 de fevereiro, quando também será feito o anúncio oficial da temporada.

Quanto ao conceito que pretende imprimir a sua gestão, Neschling explicou: “Quero transformar o Teatro Municipal em uma instituição moderna, ágil, artisticamente contemporânea, que apresente de tudo, desde o que esse prédio antigo aqui significa até aquilo que o novo prédio da Praça das Artes significa. Nós estamos trabalhando com a tradição e estamos trabalhando com a modernidade. Estamos trabalhando com um teatro de 1911 e com uma praça de 2012”. E seguiu: “Aqui aconteceu a Semana de 22, e a Semana de 22 foi o momento político-cultural que transformou São Paulo de cidade provinciana em uma metrópole internacional. Temos a obrigação de continuar com esse espírito. Esse teatro não pode ser apenas um palácio no meio da cidade, um ícone. O Municipal é uma instituição paulistana. Queremos transformar o espírito deste teatro, queremos que o teatro faça parte do dia a dia de São Paulo”.

Em relação à nova Fundação do Teatro Municipal, que apesar de instituída por lei há quase um ano até hoje não é de fato operacional, Neschling e Herencia pretendem agilizar a criação do conselho deliberativo e a partir daí elaborar o edital para a contratação de uma organização social. “Estamos agora nos dedicando à formulação de um plano de trabalho que deverá se em breve objeto de uma convocação pública para que organizações sociais, que se qualifiquem junto à Prefeitura, possam apresentar suas propostas”, afirmou Herencia, que não descarta a possibilidade da necessidade de alterações legislativas no projeto aprovado em 2011.

O maestro Neschling também antecipou a temporada 2013 que será oficialmente divulgada no dia 18. Já no primeiro semestre, em maio, acontece a montagem de Ça Ira, criação do roqueiro Roger Waters, na encenação produzida pelo Festival Amazonas de Ópera em 2008 (trata-se de uma programação já acertada anteriormente). E em junho, a Orquestra Experimental de Repertório levará à cena The Rake’s Progress, de Stravinsky, com direção de Jamil Maluf e Jorge Takla.

Mas é no segundo semestre que tem início a temporada lírica nos moldes imaginados por John Neschling. Os títulos previstos são Aida de Giuseppe Verdi (produção do Maggio Musicale de Florença que terá direção de Neschling e Ferzan Ozpetek), Don Giovanni de Mozart (produção do Teatro Municipal de Santiago, Chile, com direção de Yoram David e Pier Francesco Maestrini); o programa duplo Cavalleria Rusticana de Mascagni com Jupyra de Francisco Braga (produção do TM com direção de Victor Hugo Toro e Pier Francesco Maestrini); O ouro do Reno de Wagner (produção do TM dando continuidade ao ciclo do Anel, com direção de Luiz Fernando Malheiro e André Heller-Lopes; Neschling também confirmou Siegfried para 2014, o que concluirá a produção integral do Anel do Nibelungo); por fim, em dezembro, o Teatro Municipal apresentará La Bohème de Puccini (produção do Teatro Real de Madri que terá direção de Neschling e Giancarlo del Monaco).

Além das óperas, o teatro terá uma movimentada agenda sinfônica, com 14 programas da Orquestra Sinfônica Municipal e 10 programas da Orquestra Experimental de Repertório, cada um com duas apresentações. O Quarteto de Cordas da Cidade de São Paulo também passará a ter uma atenção maior e terá o desafio de interpretar o ciclo completo dos quartetos de Beethoven. Já o Balé da Cidade de São Paulo estreará três novos programas, um deles dedicado à comemoração dos 100 anos da Sagração da Primavera (com a orquestra ao vivo no fosso).

Para terminar, Neschling falou da ideia de contratar, ainda neste ano, um elenco de solistas vocais como é comum nos teatros de ópera europeus. Isso dinamizaria a oferta lírica do teatro, possibilitando apresentações de óperas que estivessem no repertório no intervalo entre as novas produções.

A temporada 2013 terá estreia nos próximos dias 23 e 24 de fevereiro, com três homenagens: 200 anos de Wagner (Prelúdio e Morte de amor de Tristão e Isolde), 20 anos de falecimento de Camargo Guarnieri (Sinfonia nº 2) e 200 anos de Verdi (Quatro Peças Sacras).


Revisão 22h00: Diferentemente do publicado acima, Ça Ira não é a produção de 2008 do Festival Amazonas de Ópera. A ópera terá nova montagem com direção de André Heller-Lopes, cenários de Renato Theobaldo e figurinos de Rosa Magalhães.



Mais Notícias

Theatro Municipal do Rio de Janeiro apresenta o balé “O lago dos cisnes” (20/10/2017)
Jocy de Oliveira estreia a ópera "Liquid voices" (19/10/2017)
Orquestra Filarmônica de Minas Gerais comemora dez anos em nova temporada (18/10/2017)
Com novos patrocínios, Orquestra Sinfônica Brasileira retoma atividades (17/10/2017)
Cultura Artística lança temporada internacional 2018 (17/10/2017)
Nathalie Stutzmann canta com a Osesp na Sala São Paulo (16/10/2017)
Neojiba comemora dez anos com série de apresentações (13/10/2017)
Trompetista venezuelano Pacho Florez é solista da Orquestra Jovem do Estado (11/10/2017)
Theatro Municipal de SP apresenta programa espanhol (10/10/2017)
“Os pescadores de pérolas” estreia no Theatro Municipal de São Paulo em 30 de outubro (10/10/2017)
Osesp apresenta “Réquiem de guerra” de Britten (9/10/2017)
Orquestra Sinfonia Brasil faz apresentações no Paraná e no Rio de Janeiro (6/10/2017)
“Gran Finale” promove canto coral entre crianças e adolescentes (6/10/2017)
Filarmônica de Minas Gerais toca Villa-Lobos com pianista Fabio Martino (6/10/2017)
Ospa recebe tenor Martin Muehle e soprano Claudia Riccitelli (6/10/2017)
Amazonas Filarmônica celebra 20 anos com concerto (5/10/2017)
Ligia Amadio comanda a Osusp na Sala São Paulo (5/10/2017)
Osesp recebe o violinista brasileiro Luiz Fílip (4/10/2017)
João Carlos Martins rege e sola com a Bachiana Filarmônica (3/10/2017)
Premiado violonista russo Artyom Dervoed faz recital na série da Cultura Artística (2/10/2017)
Ricardo Kanji rege oratório de Vivaldi no Theatro São Pedro (29/9/2017)
Osesp lança temporada com novas séries e integral das sinfonias de Beethoven (29/9/2017)
Sinfônica Heliópolis recebe pianista Jean-Louis Steuerman (28/9/2017)
Jundiaí terá “Ciclovia Musical” neste domingo (28/9/2017)
Ocam toca Philip Glass com a pianista Lídia Bazarian (27/9/2017)
Pianista francês Jean-Efflam Bavouzet toca com a Osesp (26/9/2017)
 
Ver todas as notícias anteriores
 
<< voltar

 


< Mês Anterior Outubro 2017 Próximo Mês >
D S T Q Q S S
1 2 3 4 5 6 7
8 9 10 11 12 13 14
15 16 17 18 19 20 21
22 23 24 25 26 27 28
29 30 31 1 2 3 4
 

 
São Paulo:

26/10/2017 - Percorso Ensemble

Rio de Janeiro:
25/10/2017 - XXII Bienal de Música Brasileira Contemporânea

Outras Cidades:
22/10/2017 - Campinas, SP - Orquestra Sinfônica Municipal de Campinas
 




Clássicos Editorial Ltda. © 2017 - Todos os direitos reservados.

Rua João Álvares Soares, 1404
CEP 04609-003 – São Paulo, SP
Tel. (11) 3539-0045 – Fax (11) 3539-0046