Banner 468x60
Banner 180x60
Bom dia.
Segunda-Feira, 18 de Junho de 2018.
 
E-mail:  Senha:

 

 
Nome

E-mail


 
Saiba como anunciar na Revista e no Site CONCERTO.
   


Vitrine Musical 2016 - Clique aqui e veja detalhes dos anunciantes

 

 
 
Theatro Municipal anuncia reestruturação da OER; Jamil Maluf é destituído e Carlos Moreno assume (14/2/2014)

A Fundação Theatro Municipal de São Paulo anunciou nesta manhã (dia 14 de fevereiro) uma reestruturação das atividades da Orquestra Experimental de Repertório, corpo estável da casa. “Quero dizer de antemão, para que não surjam especulações, que não estamos acabando com a OER”, disse o maestro John Neschling, diretor artístico da Fundação Theatro Municipal. “Não! A OER permanecerá, com seu espaço, sua direção, seus músicos, seus monitores e sua programação. O que vamos fazer – não eu, esta é uma deliberação de toda a Fundação – é transformar a OER em uma verdadeira orquestra jovem, onde os músicos possam de fato ‘experimentar’ o repertório. É assim que eu entendo a palavra ‘experimental’”, afirmou Neschling. E concluiu: “A OER deverá se transformar no topo da pirâmide do processo de formação musical do Theatro Municipal, integrada à Escola Municipal de Música e aos outros corpos estáveis da casa”.

A Orquestra Experimental de Repertório foi criada em 1990 pelo maestro Jamil Maluf, que desde então era seu diretor e regente titular. Nestes mais de 20 anos de atuação, a OER se distinguiu por uma programação criativa e de alto nível, sempre de grande aceitação do público e da crítica especializada. A orquestra também cumpriu de forma exemplar o papel de proporcionar oportunidades para a profissionalização de jovens instrumentistas, sendo que muitos de seus ex integrantes ocupam hoje destacadas funções em orquestras profissionais.

Havia alguns meses que a Fundação Theatro Municipal e a secretaria de Cultura sinalizavam a intenção de incorporar a OER ao processo de reformulação por qual passa toda a estrutura do Theatro Municipal. No ano passado, quando se aventou mudanças na OER, o secretário da cultura Juca Ferreira já tinha exposto a intenção de criar um amplo projeto de educação musical, e foi enfático ao afirmar que a OER e o maestro Jamil Maluf teriam de se adequar às novas diretrizes que estavam sendo implantadas no teatro. Hoje, no anúncio das mudanças, o maestro John Neschling e o diretor executivo José Luiz Herencia, por diversas vezes, lembraram da importância do trabalho realizado pelo maestro Jamil Maluf na OER. “Mas as trocas e sucessões devem ser vistas como naturais e normais. Normalíssimas! Depois de 12 anos, eu também tive de deixar a Osesp”, lembrou o maestro John Neschling.

Carlos Moreno será o novo diretor

Para assumir a direção e implantar o novo perfil de orquestra jovem à OER, a Fundação do Theatro Municipal convidou o maestro Carlos Moreno, que desde 2009 é diretor e regente da Orquestra Sinfônica de Santo André. Moreno, que tem larga experiência com grupos jovens desde sua época de iniciação e estudos em Petrópolis, ganhou notoriedade na Orquestra Sinfônica de USP, da qual foi diretor e regente titular de 2002 a 2008, quando realizou um trabalho artístico divisor de águas. “A causa é apaixonante, tenho muitos planos, mas primeiro quero me inteirar exatamente da situação atual da OER”, afirmou o maestro. “É uma grande responsabilidade dar sequência a esse trabalho extraordinário que o maestro Jamil Maluf realizou.”

____________________________________________________________

Leia abaixo nota oficial da Fundação Theatro Municipal de São Paulo:

Maestro Carlos Moreno assume regência da Orquestra Experimental de Repertório

A Fundação Theatro Municipal de São Paulo – FTMSP – informa que o maestro Carlos Moreno é o novo regente titular da Orquestra Experimental de Repertório. Moreno, que é regente titular da Orquestra Sinfônica de Santo André desde 2009 e dirigiu a Orquestra Sinfônica da USP, assume o posto em substituição ao maestro Jamil Maluf.

A FTMSP reconhece o trabalho desenvolvido nas últimas duas décadas pelo maestro Maluf à frente do grupo, que fez da OER um dos mais importantes do universo pedagógico–musical brasileiro. Este trabalho possibilitou inclusive a maturidade necessária para a atual mudança, dentro dos preceitos democráticos de alternância de gestão, e de forma a atender aos novos objetivos de integração pedagógica e descentralização da FTMSP, alinhados com a política cultural da Secretaria Municipal de Cultura e da Prefeitura de São Paulo.

Natural de Petrópolis, Carlos Moreno atua regularmente no Brasil, Europa, Estados Unidos e Ásia. Quando jovem estudou no Instituto dos Meninos Cantores de Petrópolis e, posteriormente, formou-se em violino e foi spalla da orquestra universitária dirigida pelo compositor Ernani Aguiar. Aperfeiçoou-se em regência em Zurique, na Suíça, e em 2003 recebeu o Prêmio Carlos Gomes de Revelação. Dirigiu a Orquestra Sinfônica da USP de 2002 a 2008, que sob seu comando recebeu o XI Prêmio Carlos Gomes como Melhor Orquestra Sinfônica.

A OER – que assim como os demais grupos artísticos da FTMSP passa por um processo de valorização – segue com seu cronograma de apresentações, que sofrerá apenas pequenos ajustes, a serem informados em momento oportuno, mas de forma a manter as apresentações previstas para o Theatro Municipal, o Auditório Ibirapuera, o Teatro Paulo Eiró e a Sala São Paulo.

Quando comunicado pela direção da FTMSP da decisão de sua substituição, o maestro Maluf solicitou sua aposentadoria, cujo processo já está em tramitação.



Mais Notícias

Theatro São Pedro apresenta “Alcina” de Händel com direção de Luis Otavio Santos (15/6/2018)
Após manifestação de ministro, governo estuda compensação para a cultura (14/6/2018)
Festival de Londrina tem inscrições abertas (14/6/2018)
Projeto celebra legado do maestro e compositor Cyro Pereira (14/6/2018)
Quarteto da Cidade toca Beethoven (13/6/2018)
Sala Cecilia Meireles abre espaço para a ópera contemporânea (13/6/2018)
Regente francês Louis Langrée, diretor da Sinfônica de Cincinnati, rege a Osesp (12/6/2018)
Theatro Municipal encena ópera “O cavaleiro da rosa”, de R. Strauss (11/6/2018)
Instituto Baccarelli em dose dupla (8/6/2018)
Música no Museu tem a voz como foco em junho no Rio (8/6/2018)
Les Violons du Roy e soprano Julia Lezhneva fazem homenagem a Händel (8/6/2018)
Festival de Campos do Jordão fará 90 apresentações em julho (7/6/2018)
Orquestra Jovem do Estado toca e grava a "Sinfonia nº 5" de Mahler (7/6/2018)
Sinfônica da USP recebe jovem violoncelista para interpretar Shostakovich (6/6/2018)
Instituto Fukuda promove nova versão do musical “Os saltimbancos” (6/6/2018)
Camerata Sesi recebe Edilson Venturelli (6/6/2018)
Filarmônica de Minas Gerais recebe maestro polonês Michal Nesterowicz (5/6/2018)
Pianistas movimentam agenda da Sala Cecília Meireles (5/6/2018)
Pianista britânico Steven Osborne abre o mês da Osesp (5/6/2018)
Magdalena Kozená cancela vinda ao Brasil; concerto do grupo Les Violons du Roy terá participação da soprano Julia Lezhneva (4/6/2018)
Daniel Ciobanu relê russos na Fundação Maria Luisa e Oscar Americano (4/6/2018)
Música regional é tema em Sergipe (1/6/2018)
Sinfônica Heliópolis toca Tchaikovsky no Municipal de São Paulo (1/6/2018)
Programa Clássicos da TV Cultura homenageia Copa do Mundo (30/5/2018)
Paulo Porto Alegre comemora 65 anos na Sala do Conservatório (29/5/2018)
Academia de Ópera do Theatro São Pedro homenageia Bernstein, Bizet, Donizetti e Rossini (25/5/2018)
Bachakademie de Stuttgart toca Bach no Rio de Janeiro (25/5/2018)
Coral Paulistano canta no Theatro Municipal e no Mosteiro de São Bento (25/5/2018)
Festival Amazonas estreia ópera de João Guilherme Ripper (25/5/2018)
 
Ver todas as notícias anteriores
 
<< voltar

 


< Mês Anterior Junho 2018 Próximo Mês >
D S T Q Q S S
27 28 29 30 31 1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30
 

 
São Paulo:

18/6/2018 - Caio Guimarães e Lucas Nogara - pianos

Rio de Janeiro:
19/6/2018 - Maur Trio

Outras Cidades:
19/6/2018 - Recife, PE - Orquestra Sinfônica de Recife
 




Clássicos Editorial Ltda. © 2018 - Todos os direitos reservados.

Rua João Álvares Soares, 1404
CEP 04609-003 – São Paulo, SP
Tel. (11) 3539-0045 – Fax (11) 3539-0046