Banner 468x60
Banner 180x60
Bom dia.
Terça-Feira, 20 de Fevereiro de 2018.
 
E-mail:  Senha:

 

 
Nome

E-mail


 
Saiba como anunciar na Revista e no Site CONCERTO.
   


Vitrine Musical 2016 - Clique aqui e veja detalhes dos anunciantes

 
 
John Neschling vence Troféu Guarany do Prêmio Carlos Gomes (12/5/2009)

O Prêmio Carlos Gomes reuniu o meio musical em uma grande e alegre confraternização na Sala São Paulo na noite de ontem. A festa se iniciou com o lançamento do livro “Prêmio Carlos Gomes – Uma Retrospectiva (1996-2006)”, escrito por João Luis Sampaio e editado pela Editora Algol. O espetáculo da premiação teve início às 21 horas e foi acompanhado pela Orquestra Sinfônica Municipal de Campinas, que, sob regência de Ligia Amadio e a participação dos cantores Rosana Lamosa e Marcelo Vanucci, interpretou trechos de óperas de Carlos Gomes.

A 12ª edição do Prêmio Carlos Gomes inicia uma nova fase do certame. Agora sob responsabilidade da Algol Editora – ano passado o Prêmio não foi conferido –, a premiação deu um salto de qualidade e evidenciou espírito de profissionalismo. Responsável pela nova fase é Heraldo Luiz Marin, diretor da Algol e importante incentivador cultural. A comissão organizadora foi presidida por Niza de Castro Tank e Almeida Prado e contou nos bastidores com a competência de Sergio Casoy.

Os premiados foram selecionados a partir de uma lista tríplice de indicados elaborada por uma comissão de especialistas. Um grande júri de 154 pessoas conferiu notas a cada um dos indicados, que ainda foram votados por quase 3 mil pessoas em uma consulta popular feita pela internet (em cada categoria, foram contados os votos do corpo de jurados e, ao total de votos do vencedor do júri popular, foi somado um número de votos correspondente a 10% dos votos válidos do corpo de jurados para a categoria). Consolidados, os resultados apontaram os grandes vencedores.

A principal condecoração do XII Prêmio Carlos Gomes de Ópera e Música Erudita, o Troféu Guarany, foi para o maestro John Neschling, ex-diretor artístico e regente titular da Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo. Com a premiação, o meio musical faz justiça à principal personalidade musical brasileira, já que o maestro Neschling liderou a mais significativa ação cultural-musical brasileira dos últimos anos, que foi a construção da Sala São Paulo e a transformação da Osesp em uma das mais destacadas e comentadas orquestras da atualidade. No início de 2009, em razão de desentendimentos com a Secretaria de Estado e com o Conselho da Fundação Osesp, John Neschling acabou demitido da orquestra, que desde então tem como regente titular o maestro francês Yan Pascal Tortelier.

A ópera O Castelo do Barba Azul, produzido originalmente pelo Palácio das Arte de Belo Horizonte em 2006 e apresentada pelo Teatro Municipal de São Paulo no ano passado, foi um dos grandes vencedores da noite, levando o prêmio de melhor espetáculo de ópera e melhor cenário (Daniela Thomas). André Heller Lopes venceu como direção de cena, Fabio Namatami na categoria de figurino e Caetano Vilela como melhor iluminação. A Osesp levou o prêmio de melhor orquestra de 2008, e o maestro Fábio Mechetti venceu a categoria regente pelo trabalho desenvolvido frente à Filarmônica de Minas Gerais. A pianista Sonia Rubinsky (solista instrumental) e o Quinteto Villa-Lobos (conjunto de câmara) também foram premiados. A categoria melhor regente de ópera coube a Luiz Fernando Malheiro, e Leonardo Neiva e Rodrigo Esteves dividiram o prêmio de melhor cantor solista. Uma das premiações mais festejadas foi a da mezzo-soprano Denise de Freitas, que venceu a categoria de cantora solista. Ao final da noite, a grande dama da ópera Niza de Castro Tank, que já havia apresentado um dueto do Guarany acompanhada de Marcello Vanucci, dirigiu a Sala São Paulo em um grande coro da canção Quem sabe?, de Carlos Gomes.

Um belo encerramento para a festa de um prêmio que renasce em grande estilo, com o objetivo de valorizar e promover a música clássica e a ópera em nosso país.

Leia abaixo a lista final dos premiados da XII Prêmio Carlos Gomes de Ópera e Música Erudita:

Solista Instrumental: Sonia Rubinsky
Regente: Fábio Mechetti
Conjunto de Câmara: Quinteto Villa-Lobos
Orquestra Sinfônica: Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo
Cantor Solista: empate de Leonardo Neiva e Rodrigo Esteves
Cantora Solista: Denise de Freitas
Regente de Ópera: Luiz Fernando Malheiro
Direção de Cena: André Heller-Lopes
Figurino: Fábio Namatami
Cenário: Daniela Thomas
Iluminação: Caetano Vilela
Espetáculo de Ópera: O Castelo do Barba-Azul
Troféu Guarany: John Neschling



Mais Notícias

Theatro São Pedro anuncia temporada com quatro óperas (19/2/2018)
Osesp realiza festival dedicado a Villa-Lobos (19/2/2018)
Orquestra Filarmônica de Minas Gerais celebra 10 anos com concertos especiais (16/2/2018)
Aos 94 anos, Eva Sopher morre em Porto Alegre (8/2/2018)
Pianista Cristina Ortiz interpreta miniaturas em dois recitais solo (8/2/2018)
Festival Música em Trancoso anuncia programação (7/2/2018)
Retrospectiva 2017 – João Marcos Coelho (depoimento de dezembro de 2017) (2/2/2018)
Jornalista Lauro Machado Coelho falece aos 74 anos (1/2/2018)
Retrospectiva 2017 – Marcelo de Jesus (depoimento de dezembro de 2017) (1/2/2018)
Retrospectiva 2017 – Isaac Karabtchevsky (depoimento de dezembro de 2017) (31/1/2018)
Marin Alsop será a nova regente titular da Orquestra da Rádio ORF de Viena (29/1/2018)
Retrospectiva 2017 – Gilberto Chaves (depoimento de dezembro de 2017) (29/1/2018)
Retrospectiva 2017 – Camila Frésca (depoimento de dezembro de 2017) (26/1/2018)
Retrospectiva 2017 – Ligia Amadio (depoimento de dezembro de 2017) (25/1/2018)
Retrospectiva 2017 – Frederico Lohmann (depoimento de dezembro de 2017) (24/1/2018)
Theatro Municipal de São Paulo lança temporada 2018 (23/1/2018)
Retrospectiva 2017 – Miguel Proença (depoimento de dezembro de 2017) (23/1/2018)
Theatro Municipal anuncia pré-temporada e programação gratuita no aniversário de São Paulo (22/1/2018)
Inscrições para o Festival de Inverno de Campos do Jordão abrem em 1º de fevereiro (22/1/2018)
Retrospectiva 2017 – Fabio Mechetti (depoimento de dezembro de 2017) (22/1/2018)
Retrospectiva 2017 – Irineu Franco Perpetuo (depoimento de dezembro de 2017) (19/1/2018)
Retrospectiva 2017 – Neil Thomson (depoimento de dezembro de 2017) (18/1/2018)
Retrospectiva 2017 – Edmilson Venturelli (depoimento de dezembro de 2017) (17/1/2018)
Retrospectiva 2017 – Paulo Zuben (depoimento de dezembro de 2017) (16/1/2018)
Retrospectiva 2017 – Danilo Santos de Miranda (depoimento de dezembro de 2017) (15/1/2018)
Retrospectiva 2017 – Sidney Molina (depoimento de dezembro de 2017) (12/1/2018)
 
Ver todas as notícias anteriores
 
<< voltar

 


< Mês Anterior Fevereiro 2018 Próximo Mês >
D S T Q Q S S
28 29 30 31 1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 1 2 3
 

 
São Paulo:

22/2/2018 - III Oficina de Piano USP

Rio de Janeiro:
20/2/2018 - Adriana Ballesté - violão

Outras Cidades:
23/2/2018 - Belo Horizonte, MG - Orquestra Filarmônica de Minas Gerais
 




Clássicos Editorial Ltda. © 2018 - Todos os direitos reservados.

Rua João Álvares Soares, 1404
CEP 04609-003 – São Paulo, SP
Tel. (11) 3539-0045 – Fax (11) 3539-0046