Banner 180x60
Bom dia.
Terça-Feira, 16 de Janeiro de 2018.
 
E-mail:  Senha:

 

 
Nome

E-mail


 
Saiba como anunciar na Revista e no Site CONCERTO.
   


Vitrine Musical 2016 - Clique aqui e veja detalhes dos anunciantes

 
 
John Neschling apresenta petição para que seja ouvido pelo Ministério Público (8/8/2016)

O advogado do maestro John Neschling, Eduardo Pizarro Carnelós, apresentou no dia de hoje (8/8/2016) petição ao promotor de justiça Arthur Pinto de Lemos Junior, requerendo que seja designada a data para que o “maestro seja, finalmente, ouvido e refute as esdrúxulas e insustentáveis imprecações lançadas pelo criminoso premiado”. Em delação premiada homologada pela justiça, o ex-diretor da Fundação Theatro Municipal de São Paulo, José Luiz Herencia, confessou crimes que desviaram milhões de reais da verba do teatro, envolvendo em seu depoimento o ex-diretor do IBGC, William Naked, e o maestro John Neschling.

Carnelós afirma que Neschling apresentou petição já em 8 de março deste ano, em que o maestro se colocava à disposição para “prestar todos e quaisquer esclarecimentos sobre os fatos apurados”. O advogado afirma que, mesmo sem ter ouvido o maestro, o Ministério Público teria requerido o afastamento de Neschling de seu cargo no Theatro Municipal – pedido que teria sido indeferido pela justiça. Na petição, Carnelós reclama que essas ocorrências não constem dos autos, bem como também não conste o fato de que supostos e-mails do maestro teriam sido interceptados para justificar o pedido ao Ministério Público: “Ora, se é verdade que V.Ex.a requereu à Autoridade Judiciária o afastamento de Neschling de seu cargo, e que teve acesso a mensagens eletrônicas dele, por meio da quebra de sigilo de suas comunicações, esses elementos deveriam estar retratados nos autos. Afinal, o mínimo que se há de assegurar a quem é alvo de investigação é o direito a conhecer todos os termos dela, em cumprimento às garantias inscritas no art. 5º, LV, LVI, LVII e LX da Carta da República, e nos termos do que dispõe o Verbete 14 da Súmula Vinculantes do Supremo Tribunal Federal”.

Na nota enviada comunicando a nova petição, Carnelós afirma que “ao mesmo tempo em que premia o criminoso, o Ministério Público confere foros de verdade às mentiras contadas por ele para acusar Neschling, que foi transformado em alvo principal da investigação e tem sua vida devassada. Espera-se que tenha fim essa campanha odiosa que se promove contra o maestro, e que os verdadeiros criminosos sejam punidos, em vez de serem premiados, podendo gozar de liberdade e dos recursos públicos que desviaram”.

 

Leia abaixo a íntegra da nota do advogado do maestro John Neschling, Eduardo Pizarro Carnelós

NOTA

O maestro John Neschling tem sido alvo de ataques constantes, sem que contra ele tenha sido produzida nenhuma prova, ou mesmo indício mínimo da prática de crime. Com base na palavra de um criminoso premiado, cujas malversações causaram prejuízos de R$ 15 milhões ao Theatro Municipal, segundo apuração da Controladoria Geral do Município, o nome do maestro tem sido enxovalhado, sem que ele tenha, até agora, sido chamado a prestar depoimento perante o Ministério Público, mesmo tendo apresentado petição no dia 8 de março deste ano, na qual disse estar à disposição para prestar todos e quaisquer esclarecimentos sobre os fatos apurados. Sem ouvi-lo, o Ministério Público teria requerido o afastamento de Neschling do cargo que ocupa, pedido que teria sido indeferido pelo Poder Judiciário, mas disso não há notícia nos autos do procedimento de investigação. Hoje, apresentou-se nova petição ao Promotor presidente do feito, em que se requer a juntada de todos os elementos já colhidos e mantidos à margem dos autos, bem como a designação de data para que o maestro seja, finalmente, ouvido e refute as esdrúxulas e insustentáveis imprecações lançadas pelo criminoso premiado. Este, aliás, apesar do vultoso prejuízo que causou, foi agraciado com acordo pelo qual “devolverá” 6 milhões de reais, mas a importância está representada por bens que já haviam sido objeto de apreensão e/ou arresto. Ao mesmo tempo em que premia o criminoso, o Ministério Público confere foros de verdade às mentiras contadas por ele para acusar Neschling, que foi transformado em alvo principal da investigação e tem sua vida devassada. Espera-se que tenha fim essa campanha odiosa que se promove contra o maestro, e que os verdadeiros criminosos sejam punidos, em vez de serem premiados, podendo gozar de liberdade e dos recursos públicos que desviaram.

Eduardo Pizarro Carnelós, advogado



Mais Notícias

Retrospectiva 2017 – Paulo Zuben (depoimento de dezembro de 2017) (16/1/2018)
Retrospectiva 2017 – Danilo Santos de Miranda (depoimento de dezembro de 2017) (15/1/2018)
Retrospectiva 2017 – Sidney Molina (depoimento de dezembro de 2017) (12/1/2018)
Retrospectiva 2017 – Roberto Minczuk (depoimento de dezembro de 2017) (11/1/2018)
Retrospectiva 2017 – Claudia Toni (depoimento de dezembro de 2017) (10/1/2018)
Retrospectiva 2017 – Sabine Lovatelli (depoimento de dezembro de 2017) (9/1/2018)
Retrospectiva 2017 – Arthur Nestrovski (depoimento de dezembro de 2017) (8/1/2018)
CD “Sergio e Eduardo Abreu: BBC Recital 1970” vence o Prêmio CONCERTO 2017 na categoria CD / DVD / Livro (5/1/2018)
Tenor Atalla Ayan vence Prêmio CONCERTO 2017 na categoria Jovem Talento (5/1/2018)
Violinista Isabelle Faust e Projeto Smetak vencem Prêmio CONCERTO 2017 na Categoria Música de Câmara / Recital / Coral (4/1/2018)
Osesp, Krysztof Penderecki e Isabelle Faust ganham o Prêmio CONCERTO 2017 na categoria Música Orquestral. (4/1/2018)
“L’Orfeo”, de Monteverdi, ganha o Prêmio CONCERTO 2017 na categoria Ópera (3/1/2018)
Antonio Meneses vence o Grande Prêmio CONCERTO 2017 (2/1/2018)
Feliz Ano Novo! (31/12/2017)
Fernando Bicudo é o novo presidente do Theatro Municipal do Rio de Janeiro; Heller-Lopes é exonerado (28/12/2017)
Festivais de verão oferecem diversificada agenda de concertos (27/12/2017)
Grandes solistas participam de concerto de gala de Ano Novo em Ilhabela (22/12/2017)
Roberto Minczuk e Marcelo Bratke recebem a Ordem do Mérito Cultural   (21/12/2017)
A “flauta mágica”, de Mozart, ganha nova produção no Theatro Municipal de São Paulo (15/12/2017)
APCA apresenta premiados de 2017 (12/12/2017)
Orquestra Jovem do Estado encerra ano com Stravinsky e Nielsen (11/12/2017)
Filarmônica de Goiás realiza estreia de obra de Michelle Agnes (8/12/2017)
Programa especial reúne grupos da USP na Sala São Paulo (7/12/2017)
Marin Alsop será “regente de honra” da Osesp (6/12/2017)
TV Cultura apresenta no domingo final do Prelúdio 2017 (6/12/2017)
Marin Alsop rege "Sinfonia nº 9" de Mahler à frente da Osesp (5/12/2017)
 
Ver todas as notícias anteriores
 
<< voltar

 


< Mês Anterior Janeiro 2018 Próximo Mês >
D S T Q Q S S
31 1 2 3 4 5 6
7 8 9 10 11 12 13
14 15 16 17 18 19 20
21 22 23 24 25 26 27
28 29 30 31 1 2 3
 

 
São Paulo:

17/1/2018 - Espetáculo O compositor delirante

Rio de Janeiro:
16/1/2018 - Duo Bernardo Katz - violoncelo e Holly Katz - piano

Outras Cidades:
27/1/2018 - Ilhabela, SP - Balés O lago dos cines, de Tchaikovsky e Melhor único dia (estreia), de Henrique Rodovalho
 




Clássicos Editorial Ltda. © 2018 - Todos os direitos reservados.

Rua João Álvares Soares, 1404
CEP 04609-003 – São Paulo, SP
Tel. (11) 3539-0045 – Fax (11) 3539-0046