Carlos Moreno deixa direção da Orquestra Sinfônica da USP

por Redação CONCERTO 08/08/2008

Em carta endereçada à direção da Orquestra Sinfônica da USP, o maestro Carlos Moreno pediu demissão do cargo de diretor artístico e regente titular do conjunto. Moreno, que exercia o cargo desde 2002, transformou o então conjunto de câmara em uma das orquestras mais importantes do país. Da República Tcheca, onde encontra-se a trabalho, Carlos Moreno declarou: "Ao tomar minha decisão, logo após a nossa apresentação em Campos do Jordão - que foi fantástica -, tinha comigo dois sentimentos: abrir mão de toda uma carreira ou me retrair em prol das possibilidades e condições atuais oferecidas. Sou por natureza um artista que precisa estar em evolução e hoje me sinto preparado a concretizar grandes projetos. Os resultados que obtive junto a Osusp me permitem ter esta coragem e por isso sou grato. A Osusp nunca esteve em melhor momento. Desta forma, sinto me confiante quanto ao futuro desta orquestra."
Moreno comandou a Osusp durante sete temporadas de concertos. Ao chegar, em 2002, criou o Projeto Academia, que abriu novos horizontes e transformou, ao longo do tempo, o antigo conjunto de câmara em uma verdadeira orquestra sinfônica. Durante esse período, o maestro e a orquestra conquistaram prêmios e o reconhecimento de público e crítica.
Apesar dos extraordinários avanços da Osusp nos últimos anos, a orquestra ainda enfrenta grandes desafios: seguir na implantação de uma administração ágil e especializada, criar uma carreira artística para maestro e músicos de modo a atender plenamente as exigências da profissão e consolidar a formação de uma grande sinfônica pela ampliação de seus quadros artísticos. Além disso, há o projeto de construir um moderno teatro como sede da orquestra, que hoje está abrigada no pequeno e inadequado Anfiteatro Camargo Guarnieri.
Conforme os estatutos da Orquestra Sinfônica da USP, seu diretor artístico e regente titular é escolhido pelo Conselho Deliberativo a partir de uma lista tríplice apresentada pelos músicos da orquestra. O Prof. Lucas Antonio Moscato, diretor executivo da Osusp, afirma que o processo de escolha do novo maestro deverá se iniciar dentro dos próximos 30 dias. Moscato também esclarece que não haverá alterações na temporada programada e já divulgada da Osusp para o segundo semestre de 2008, e comunica que nos próximos dias será feito um comunicado oficial da USP.

Clique aqui e leia entrevista com o maestro Carlos Moreno.