CPFL tem leitura dramática de obra que retrata Gustav Mahler

por Redação CONCERTO 30/11/2009

A CPFL Cultura encerra sua programação anual de música erudita contemporânea em São Paulo e Campinas promovendo a leitura dramática com música ao vivo da peça A conversão de Mahler, do premiado dramaturgo Ronald Harwood. O espetáculo, que tem curadoria do jornalista e crítico musical João Marcos Coelho, acontecerá no dia 1º em São Paulo e 12 em Campinas.

A conversão de Mahler, que estreou no ano passado em Londres, debate a angústia e a indecisão do compositor Gustav Mahler, judeu que teve que se converter ao catolicismo para poder assumir a direção da ópera de Viena em 1897 (os círculos de poder da capital do então Império Austro-Húngaro eram particularmente antissemitas).

A leitura dramática, que terá iluminação, sonorização e movimentação cênica, envolve sete atores e música ao vivo de Mahler em arranjos para um quarteto de piano, trompa, violino e violoncelo feitos por Leonardo Martinelli. A direção teatral é do jornalista e dramaturgo Oswaldo Mendes. O maestro Carlos Moreno debaterá a obra com a plateia e artistas após a leitura.