Digital Concert Hall tem Filarmônica de Berlim tocando Brahms e Strauss nesta quinta

por Redação CONCERTO 01/02/2012

Nesta quinta-feira, dia 2 de fevereiro, às 17 horas (horário de Brasília), internautas brasileiros podem acompanhar – ao vivo e em tempo real – a apresentação da Filarmônica de Berlim na Sala Philharmonie (em Berlim), pelo computador no Digital Concert Hall (DCH). Acessando o DCH pelo Site CONCERTO você ganha 10% de desconto nos ingressos (clique aqui para saber mais).

 

O programa desta quinta-feira traz a Filarmônica de Berlim sob regência do maestro Andris Nelsons, com a participação do solista Guy Braunstein (violino). O repertório terá o Concerto para violino em ré maior op. 77, de Brahms, além de Uma vida de herói de Strauss. 

Leia a seguir o texto informativo divulgado pelo Digital Concert Hall:

“Foi Hans von Bülow, então diretor da Filarmônica de Berlim, quem disse que o Concerto para violino de Johannes Brahms é um “concerto contra o violino” – simplesmente porque ao solista são dados poucos momentos de “exibição” virtuosística. Neste concerto, a Filarmônica de Berlim, o violinista Guy Braunstein e o maestro Andris Nelsons descobrem e evidenciam os encantos escondidos desta obra.

A parte solista do Concerto para violino é, entretanto, nada fácil de ser tocada. Com o violino intimamente ligado aos outros instrumentos por longas passagens, a obra pode parecer mais uma sinfonia do que um concerto. Ainda mais intenso é o efeito do solista tocando sobre linhas delicadas dos companheiros, deixando para trás a grande força orquestral. O violinista Guy Braunstein se tornou um rosto familiar do público da Filarmônica de Berlim desde que se tornou spalla da orquestra, em 2000. Apenas oito anos antes, ele havia feito sua estreia na Filarmônica – como um dos solistas no Concerto triplo de Beethoven.

A segunda obra da noite, Uma vida de herói, de Richard Strauss, complementa o Concerto para violino de Brahms em dois aspectos. Em primeiro lugar, há o gesto triunfante deste auto-retrato – o que , afinal, é esta obra – em contraste direto com a seriedade do trabalho de Brahms. E, em segundo, você pode experimentar no terceiro movimento como um expansivo solo de violino se desenvolve de forma inesperada a partir de um poema sinfônico, interpretado aqui por Guy Braunstein e por seu companheiro spalla, Daishin Kashimoto."

Serviço:
Quinta-feira, 02/02/2012, 17 horas (horário de Brasília)
Berliner Philharmoniker
Andris Nelsons, regente
Guy Braunstein, violino
Johannes Brahms – Concerto para violino em ré maior op. 77
Richard Strauss – Uma vida de herói

Clique aqui para entrar na página do Digital Concert Hall do Site CONCERTO.