Estreia da Camerata Aberta renova expectativas na música contemporânea

por Redação CONCERTO 28/03/2010

Grupo de música contemporânea criado pela EMESP, Escola de Música do Estado de São Paulo, a Camerata Aberta faz sua primeira apresentação nesta quarta-feira, dia 31 de março.
O conjunto, formado por 16 músicos vindos de algumas das principais orquestras da Cidade, como a Osesp e a Sinfônica Municipal, tem a proposta de estabelecer o diálogo entre a música atual, a música consolidada do século XX e a música histórica (dos séculos XIII ao XIX), além de incentivar primeiras audições de obras de compositores brasileiros.

 

O concerto de estreia, intitulado A Máquina e o Matagal, terá regência de Guillaume Bourgogne, que dirige o grupo em seu primeiro trimestre de atividades.

A EMESP, antiga Universidade Livre de Música - ULM, foi criada em 1989 e teve como primeiro reitor e presidente do conselho o maestro Antonio Carlos Jobim. Nos mais de 20 anos de atividade, formou muitos dos principais músicos das orquestras brasileiras e nos últimos anos agregou administrativamente e artisticamente a Orquestra Jovem Tom Jobim, Sinfônica Jovem do Estado, Banda Jovem do Estado, Coral Jovem do Estado e o Festival Internacional de Inverno de Campos do Jordão, todos com significativo salto qualitativo após a incorporação.

A ULM foi ainda berço de projetos de grande relevância, como o Ópera Estúdio e o Grupo de Música Antiga da ULM. Em 2009, a escola passou da gestão da O.S. Centro Tom Jobim, que foi extinta, para a direção das Irmãs Marcelinas, que trazem agora mais uma inovação ao apresentar o primeiro grupo brasileiro de música contemporânea nos moldes Ensemble InterContemporain, de Paris, e do alemão Ensemble Modern, de Frankfurt.

programa

A Máquina e o Matagal

GERARD GRISEY
Talea (ou La machine et les herbes folles)
J.S. BACH
A arte da fuga
MARISA RESENDE
Cismas
ROBERTO VICTORIO
Araés
IANNIS XENAKIS
Thallein

Camerata Aberta
Guillaume Bourgogne regente
Cassia Carrascoza flauta
Alexandre Ficarelli oboé
Luis Afonso ‘Montanha’ clarinete
Fabio Cury fagote
Nikolay Genov trompa
Carlos Freitas trombone
Adenilson Telles trompete
Martin Tuksa e Simona Cavuoto (convidada) violinos
Peter Pas viola
Dimos Goudaroulis violoncelo
Pedro Gadelha contrabaixo
Horácio Gouveia e Lidia Bazarian pianos
Charles Augusto e Herivelto Brandino percussão

Concerto de estreia
dia 31 de março, 21hs no Teatro do SESC Vila Mariana.
Rua Pelotas, 141 – Vila Mariana
Informações: (11) 5080-3000 ou pelo site www.sescsp.org.br
Indicação etária: Não recomendado para menores de 12 anos
Ingressos à venda em todas as unidades do SESC SP:
R$ 16 (inteira), R$ 8 (usuário matriculado no SESC e dependentes, pessoas com + de 60 anos, professores da rede pública de ensino e estudantes com comprovante) e R$ 4 (trabalhador no comércio e serviços matriculado no SESC e dependentes).