Festa da Revista CONCERTO reúne meio musical na Sala São Paulo

por Redação CONCERTO 15/09/2015

No último domingo, dia 13 de setembro, a Revista CONCERTO comemorou seus 20 anos de atividade com uma apresentação da Orquestra Jovem do Estado, na Sala São Paulo. Realizado em parceria com a Santa Marcelina Cultura, OS que administra a Escola de Música do Estado de São Paulo, o concerto teve regência do regente titular e diretor musical do grupo, o maestro Cláudio Cruz, e solos do violoncelista Antonio Meneses.
 
O evento contou com a presença do secretário interino de Estado da Cultura, José Roberto Sadek, do Secretário Municipal de Comunicação, Nunzio Briguglio, e do cônsul geral dos Estados Unidos, Ricardo Zuniga. Estiveram presentes também personalidades do meio musical brasileiro, como Isaac Karabtchevsky, Arthur Nestrovski, Diomar Silveira, Clodoaldo Medina, Pablo Rossi, Eduardo Monteiro, Helder Trefzger, Gilberto Tinetti, Olivier Toni, Flo Menezes, Marco Padilha, Leonardo David, Karin Fernandes, Edilson Ventureli, Cláudia Toni, Guilherme Mannis, Paulo Braga, Angelo Mugia, Carla Cottini, André Mehmari, Gloria Guerra, Flavia Furtado, Vera Astrachan, Elisa Fukuda, Giane Martins e Éser Menezes, entre muitos outros.


Paulo Zuben e Nelson Rubens Kunze em pronunciamento antes do concerto da Orquestra Jovem do Estado

Antes da orquestra subir ao palco, Paulo Zuben, diretor artístico pedagógico da Santa Marcelina, e Nelson Rubens Kunze, diretor-editor da Revista CONCERTO, fizeram um breve comentário ao público. Zuben agradeceu os patrocinadores e o Governo do Estado, e parabenizou os 20 anos da Revista CONCERTO. Nelson Rubens Kunze enalteceu as duas décadas da revista, “um marco inédito para publicações culturais no Brasil”, e lembrou que a revista não se faz sozinha, mas apenas com apoio mútuo do meio musical, que vai desde os anunciantes e patrocinadores até artistas, jornalistas e colaboradores, além, é claro, dos leitores da Revista CONCERTO.
 
Cláudio Cruz então comandou a Orquestra Jovem do Estado em uma grande interpretação da Suíte pernambucana, de César Guerra-Peixe. Depois. Antonio Meneses subiu ao palco para interpretar o Concerto para violoncelo nº 1 de Dmitri Shostakovich. O violoncelista recebeu grande aclamação do público, e ele mesmo aplaudiu bastante a orquestra. Antes de ir para o intervalo, Meneses ainda deu um bis, uma peça de Bach.


O maestro Cláudio Cruz saúda os músicos da Orquestra Jovem após a apresentação na Sala São Paulo

Na segunda parte do concerto, a Orquestra Jovem do Estado realizou uma brilhante apresentação do Choros nº 6, de Heitor Villa-Lobos, e foi ovacionada pelo público. Depois de saudar toda a orquestra, Cláudio Cruz voltou ao púlpito com um microfone e falou ao público – que se mantinha na sala mesmo após o término do programa. Ele parabenizou a Revista CONCERTO pelo importante serviço que realiza na música brasileira. Enalteceu também o trabalho de excelência da Orquestra Jovem do Estado, e aproveitou a ocasião para se despedir do primeiro violoncelo do grupo, Guilherme Afonso de Moraes Silva, que, como revelou o maestro, foi admitido em primeiro lugar no Conservatório Mozarteum de Salzburgo. Como bis, Cruz e a Orquestra Jovem se despediram do público com uma reprise do último movimento da Suíte pernambucana.

[Confira no Facebook da Revista CONCERTO o álbum de fotos da comemoração]
 
Clássicos Editorial Ltda. © 2015 - Todos os direitos reservados.
A reprodução de todo e qualquer conteúdo requer autorização, exceto trechos com link para a respectiva página.