Festival de Juiz de Fora celebra 20ª edição

por Redação CONCERTO 17/07/2009

Com um concerto da Orquestra Sinfônica de Minas Gerais será aberto no domingo, dia 19 de julho, a 20ª edição do Festival Internacional de Música Colonial Brasileira e Música Antiga, de Juiz de Fora. Um dos mais importantes do país e evento único do gênero, o festival desempenha papel fundamental para o desenvolvimento de práticas historicamente orientadas de interpretação musical no Brasil.

A história iniciou-se em 1990, quando o Centro Cultural Pró-Música decidiu criar um pioneiro festival temático com a tarefa de resgatar o imenso e pouco conhecido patrimônio musical do Brasil Colônia. Após quase 20 anos de atividades, parte do trabalho desenvolvido pelo Festival pode ser conferido nos 17 CDs, um DVD e oito livros lançados – sete destes publicando trabalhos acadêmicos dos Encontros de Musicologia Histórica, evento bienal realizado pelo Festival.

Para marcar essas duas décadas de sucesso, o Festival de Juiz de Fora recebe duas estrelas da música erudita em sua programação: o violinista barroco Sigiswald Kuijken, um dos maiores nomes no cenário da música antiga mundial e um dos pioneiros desse movimento na Europa (e que para o festival trará um curioso instrumento chamado “violoncelo de spalla”), e o aclamado violoncelista brasileiro Antonio Meneses. Integrante do calendário do ano da França no Brasil, o Festival dá ênfase ao repertório francês e traz conjunto Le Poème Harmonique, capitaneado por Vincent Dumestre.

Com direção artística de Luís Otávio Santos, violinista de carreira internacional especializado na música antiga, o evento vai até o próximo dia 1º de agosto [clique aqui e leia entrevista com Luís Otávio Santos]. Entre os mais de 30 concertos em teatros, igrejas e nas ruas, todos gratuitos, destacam-se ainda a Orquestra Barroca do Festival e o concerto de cravo de Roberto de Regina.

Na parte pedagógica, serão oferecidos 39 cursos e oficinas, ministrados por 46 conceituados professores vindos de diversas partes do mundo. Entre as opções também estão cursos de instrumentos antigos e modernos e oficinas para crianças, como a de prática de orquestras.

[Clique aqui para consultar a programação completa do Festival Internacional de Música Colonial Brasileira e Música Antiga de Juiz de Fora.]