Irmãs Labèque e Piap encerram temporada do Mozarteum

por Redação CONCERTO 13/10/2009

Encerrando uma bela temporada que trouxe atrações como o Mozart Piano Quartet, a Orquestra de Câmara de Zurique com Rudolf Buchbinder e o virtuose do violino Joshua Bell, o Mozarteum Brasileiro traz a São Paulo as irmãs Katia e Marielle Labèque. Conhecidas por seu repertório eclético, as pianistas surpreenderão o público desta vez, dividindo o palco com o excelente conjunto de percussão Piap, nos recitais que acontecem dias 13 e 14 de outubro.

Pianistas que fogem do convencional, as francesas Katia e Marielle vão de Bach interpretado em instrumentos de época até compositores contemporâneos do século XXI. Já tocaram sob a direção de vários regentes mundialmente reconhecidos, dentre eles Semyon Bychkov, Charles Dutoit, Sir John Eliot Gardiner, Zubin Mehta, Antonio Pappano, Sir Simon Rattle, Esa-Pekka Salonen, Leonard Slatkin e Michael Tilson Thomas. Também se apresentam com prestigiosas orquestras como a Concertgebouw de Amsterdã, a Filarmônica de Berlim, a Leipzig Gewandhaus e a Sinfônica de Londres, entre muitas outras.

Katia e Marielle Labèque dedicam boa parte de seu recital aos compositores hispânicos, interpretando excertos da Suíte Ibéria, de Albéniz, La maya y el ruiseñor, de Granados, e Canción de amor, de Paco de Lucia. A peça que encerra a noite será o popular Bolero, de Ravel, em versão para dois pianos do próprio compositor. Esta é a obra que contará com a participação do Grupo Piap que, utilizando instrumentos de percussão (tamborim, pandeiro, berimbau, reco-reco, timbal, atabaque, ganzá, afoxê, chocalho, xequerê, ca-xi-xi, agogô e surdo), dará um toque inusual à obra. Arthur Rinaldo e John Boudler assinam o arranjo para percussão.

O Piap, Grupo de Percussão do Instituto de Artes da Unesp, foi criado em 1978 por John Boudler para o aperfeiçoamento acadêmico-artístico de seus integrantes, além de veículo de divulgação do repertório para percussão no Brasil. Formado por alunos do curso de percussão da universidade, conta também com eventuais convidados, proporcionando uma oportunidade de aprimoramento camerístico. Por ele já passaram 73 integrantes que se apresentam, estudam ou trabalham por todo o Brasil e em mais de 40 países nos cinco continentes.

[Clique aqui para mais detalhes do Roteiro Musical.]