Leonard Slatkin e a Filarmônica de Rotterdam se apresentam no Rio e em São Paulo

por Redação CONCERTO 27/06/2011

O maestro norte-americano Leonard Slatkin é quem comanda as apresentações que a Orquestra Filarmônica de Rotterdam realiza no Rio de Janeiro, dia 27 de junho pela Dell'Arte, e em São Paulo, dias 28 e 29 pela Sociedade de Cultura Artística. No repertório, a Sinfonia nº 100 de Haydn, o Ensaio para Orquestra nº 2 de Samuel Barber, a Sinfonia nº 2 Rachmaninov (dias 27 e 29) e a Sinfonia nº 4 de Tchaikovsky (dia 28).

 

Leonard Slatkin tem em sua brilhante carreira sete prêmios Grammy (em 64 indicações), a National Medal of Arts e uma discografia com mais de 100 gravações. Nascido em Los Angeles, Slatkin começou a estudar violino e regência com o pai e depois seguiu para Aspen e para a Juilliard School. Atualmente acumula a direção artística da Orquestra Nacional de Lyon, na França, e o posto de principal regente convidado da Sinfônica de Petersburgo. Slatkin se apresenta com grupos como as filarmônicas de Berlim, Viena e Nova York; e em montagens do Metropolitan Opera e da Lyric Opera de Chicago.

 

Criada em 1918, a Filarmônica de Rotterdam ganhou reconhecimento internacional por meio da direção musical de Valery Gergiev, das inúmeras gravações elogiadas pela crítica e bem-sucedidas turnês pelo mundo. Com mais de 70 apresentações por ano, que incluem passagens pela Inglaterra, Espanha, Canadá e por toda a Ásia, o grupo também se tornou uma referência em ópera por produções como as de Pelléas et Mélisande, de Debussy; Parsifal, de Wagner que foi apresentada durante o BBC Proms e pela estreia de Life with an Idiot, de Alfred Schnittke. As temporadas anuais da orquestra ainda incluem o Festival Gergiev da Filarmônica de Rotterdam, que já está em sua décima sexta edição.

A vinda do grupo ao Brasil faz parte das comemorações do Ano da Holanda no Brasil e dos cem anos da imigração holandesa no país.

[Veja detalhes no Roteiro Musical do Rio de Janeiro e de São Paulo]