Lorin Maazel (1930-2014)

por Redação CONCERTO 14/07/2014

O maestro norte-americano Lorin Maazel morreu ontem, dia 13 de julho, em decorrência de complicações de uma pneumonia. Considerado um dos maiores regentes do século XX, Maazel tinha 84 anos e morreu em sua casa, em Castleton, Vírginia (Estados Unidos), onde preparava a próxima edição do Festival de Castleton, que ele mesmo criou em 2009 em parceria com sua mulher, a atriz alemã Dietlinde Turban Maazel.

 

Com a saúde fragilizada, o maestro recentemente cancelou diversos compromissos, como seus concertos com a OSB programados para agosto, e também renunciou ao cargo de diretor artístico da Filarmônica de Munique, posição que ocupava desde 2011.

Nascido em 1930 na França, Lorin Maazel era filho do cantor Lincoln Maazel e da pianista Marie Varencove Maazel. Ainda pequeno, Lorin se mudou com sua família para Los Angeles, nos Estados Unidos, onde iniciou seus estudos ao piano com cinco anos. Logo revelou-se uma criança prodígio, e aos sete teve suas primeiras aulas de regência – aos oito regeu uma orquestra pela primeira vez.

Em 1960 tornou-se o primeiro norte-americano a reger no Festival de Bayreuth – ele então tinha trinta anos. Durante sua carreira, acumulou cargos em algumas das maiores instituições do mundo, como a Ópera Alemã de Berlim (1965-1971), a Sinfônica de Cleveland (1972-1982), a Ópera Estatal de Viena (1982-1984), a Sinfônica da Rádio da Baviera (1993-2002) e a Filarmônica de Nova York (2002-2009).

Maazel esteve no Brasil em diversas ocasiões, tanto com grupos internacionais – em 1999 passou pelo país com a Filarmônica de Viena – quanto com orquestras brasileiras – em 2011 ele dirigiu a Orquestra Sinfônica Brasileira em um Festival Beethoven no Theatro Municipal do Rio de Janeiro e na Sala São Paulo.

Clássicos Editorial Ltda. © 2014 - Todos os direitos reservados.
A reprodução de todo e qualquer conteúdo requer autorização, exceto trechos com link para a respectiva página.