Marcos Arakaki rege a Filarmônica de Minas em 11 concertos em setembro

por Redação CONCERTO 05/09/2012

Este mês de intensa atividades da Orquestra Filarmônica de Minas Gerais conta com uma pequena turnê pelo estado, um concerto no Instituto Inhotim, além de sete apresentações na capital mineira. Em todos os 11 compromissos, a orquestra será regida por seu maestro assistente, o paulistano Marcos Arakaki.

 

Com grande experiência, Arakaki já comandou algumas das mais importantes orquestras brasileiras, como a Osesp, a Sinfônica do Paraná, a Petrobras Sinfônica e a Experimental de Repertório, além de ter atuado como regente titular da Sinfônica da Paraíba e assistente da Sinfônica Brasileira.

Dentre as apresentações do mês, que incluem concertos didáticos e ao ar livre em diferentes cidades mineiras, destaca-se o concerto em Inhotim, em Brumadinho, em que Arakaki rege nos jardins do centro de arte contemporânea um programa com obras de Copland, Tchaikovsky, Ponchielli e Rossini, além do Concerto para dois trompetes de Vivaldi, que terá solo de Marlon Humphreys e Érico Fonseca.

No dia 20, no Sesc Palladium, a Filarmônica de Minas faz mais um concerto do Concurso Tinta Fresca 2012, que busca fomentar a produção de música sinfônica nacional. Serão apresentadas as obras selecionadas no concurso voltado a jovens compositores contemporâneos.

No dia 25, a Filarmônica retorna a sua sede, o Palácio das Artes, para um concerto com a pianista Sonia Rubinsky, que interpreta a Suíte para piano e orquestra de Villa-Lobos. Completam o programa os Movimentos sinfônicos, de Marlos Nobre, e a Sinfonia nº 5 de Beethoven.