Maria João Pires se apresenta na temporada internacional da Sociedade de Cultura Artística

por Redação CONCERTO 11/10/2012

Maria João Pires se apresenta duas vezes na Sala São Paulo, nos dias 14 e 16, como parte da temporada do centenário da Sociedade Cultura Artística. Pires vem a São no lugar do russo Evgeny Kissin, que se apresentaria na cidade em junho mas, por motivos pessoais, teve de cancelar os recitais.

 

Considerada um dos grandes nomes do piano atual, Pires leva a vida com humildade quase incompatível com seu talento. Depois de abandonar seu país natal, Pires veio em 2006 morar no Brasil, na cidade de Lauro de Freitas, próxima a Salvador.

Muito próxima do budismo – mas não budista, por negar rótulos – Pires é tímida e afirma que a música é um caminho para conhecer a si mesma. Sua timidez faz com que prefira gravar álbuns a fazer concertos (o que justificaria sua extensa e excelente discografia pela Deutsche Grammophon, selo com o qual tem contrato exclusivo). Quando as circunstâncias a levam a se apresentar em público, prefere ser acompanhada a fazer recitais solos: e assim será em boa parte de suas duas apresentações pela Sociedade Cultura Artística. Muito bem acompanhada por um quarteto de cordas formado por ótimos músicos da Osesp – incluindo o spalla Emmanuele Baldini –, Pires executa o Quinteto A Truta. Depois, sozinha, interpreta a série de Impromptus.

[Veja detalhes no Roteiro Musical]