Marin Alsop será a nova regente titular da Osesp. Celso Antunes nomeado associado

por Redação CONCERTO 13/02/2011

A maestrina norte-americana Marin Alsop, diretora musical da Sinfônica de Baltimore nos Estados Unidos, será a nova regente titular da Osesp. O anúncio foi oficializado ontem, dia 12 de fevereiro, em coletiva de imprensa que reuniu toda a cúpula da Fundação Osesp, na Sala São Paulo. A maestrina assume um 2012 em substituição a Yan Pascal Tortelier, que nos dois anos seguintes passará a ser convidado de honra da orquestra. Na mesma oportunidade, a Osesp anunciou o maestro brasileiro Celso Antunes como novo regente associado.

Trata-se de uma ótima notícia para a vida musical paulista e brasileira. Alsop, além de reconhecida como uma maestrina de primeira grandeza, tem forte compromisso com projetos educacionais e comunitários. Ela, que se apresentou com a Osesp no ano passado dirigindo Mahler e Bernstein, deverá reger ao menos 10 programas diferentes a cada ano, portanto mais de 30 concertos por temporada. A maestrina também fará turnês, gravará CDs e se envolverá nas atividades educacionais e de formação de plateia da Osesp.

Luiz Schwarcz, conselheiro da Osesp e líder do comitê de busca – que além de conselheiros, músicos e diretores da orquestra também contou com a consultoria internacional do norte-americano Henry Fogel e do inglês Timothy Walker – expressou a satisfação de todos no processo que culminou na escolha de Marin Alsop.

A maestrina, por sua vez, disse estar muito feliz com o convite: "No ano passado, fiquei maravilhosamente surpresa com essa orquestra, com a vontade de crescer, com o engajamento de seus músicos e a disposição apaixonada de fazer música. Além disso, há uma direção e um conselho, que vim a conhecer, incríveis. É nessa atmosfera que eu gosto de trabalhar, é isso que me interessa. Vamos criar um novo tipo de futuro para um novo tipo de mundo". E completou, simpática e bem humorada: "Teremos como objetivo ser a melhor orquestra do mundo – é, a melhor orquestra do mundo, por que não?"

Nascida em Nova York, Marin Alsop estudou na Universidade de Yale e na Juilliard School. Ela foi a primeira mulher a ser premiada com o Koussevitsky Conducting Prize de Tanglewood, onde foi aluna de Leonard Bernstein. Foi regente titular da Orquestra Sinfônica de Bournemouth (2002-2008) e da Sinfônica do Colorado (1993-2005). Como regente convidada trabalha regularmente com as Filarmônicas de Nova York e Los Angeles e com a Orquestra da Filadélfia. Na Europa apresenta-se com a Royal Concertgebouw, Tonhalle de Zurique, Orquestra de Paris, Filarmônica de Munique, Scala de Milão, Sinfônica e Filarmônica de Londres.

Um dos grandes diferenciais de Alsop é seu engajamento em projetos de cunho educacional e comunitário. Desde que assumiu o posto em Baltimore, em 2007, ela liderou atividades educacionais que hoje atingem mais de 60 mil alunos e, em 2008, lançou o OrchKids, um programa destinado a prover educação musical e instrumentos a jovens menos favorecidos.

Celso Antunes será o regente associado

O maestro paulistano Celso Antunes, radicado na Europa há mais de 20 anos, foi nomeado regente associado da Osesp também por um período de 5 anos a partir de 2012. O contrato prevê que ele regerá pelo menos dois programas diferentes com a orquestra por temporada, e um programa com o coro, sua especialidade. Antunes, que é regente titular do Coro da Rádio da Holanda e professor de regência coral no Conservatório de Genebra, formou-se pela Escola Superior de Música de Colônia. Seu amplo repertório cobre música coral da Renascença, trabalhos orquestrais dos séculos 18 e 19 e música contemporânea. O maestro já trabalhou com artistas como Simon Rattle, Zubin Mehta, Mariss Janssons, Peter Eötvös e a própria Marin Alsop.