Mexicana Alondra de La Parra rege “Ressurreição” de Mahler com Osesp

por Redação CONCERTO 24/11/2011

Nesta quinta, sexta e sábado a regente mexicana Alondra de La Parra volta à Sala São Paulo para interpretar a Sinfonia nº 2 em dó menor – Ressurreição, de Mahler, em continuidade à integral das sinfonias do compositor que vem sendo realizada pela Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo. Além da Osesp, a apresentação conta com o Coro da Osesp e o Coral Lírico de Minas Gerais, com solos da soprano Ludmilla Bauerfeldt e da mezzo soprano Jennifer Johnston.

 

Nascida em Nova York em 1980, De la Parra mudou-se para o México com os pais aos dois anos de idade. Começou a tocar piano aos sete anos e violoncelo aos 13. Aos 15 ela entrou para um colégio interno na Inglaterra para estudar música. De voltar ao México, estudou composição no Centro de Estudos e Pesquisa Musical (CIEM), na Cidade do México, e aos 19 se mudou para Nova York, passando a frequentar a Manhattan School of Music. Em 2004, aos 23 anos, Alondra de la Parra fundou a Orquestra Filarmônica das Américas (POA).

[Veja detalhes no Roteiro Musical]