Morre aos 68 anos o jornalista e crítico musical J. Jota de Moraes

por Redação CONCERTO 13/06/2012

Um dia triste para a música clássica. Além do professor Alberto Jaffé, faleceu o jornalista e crítico musical J. Jota de Moraes, por problemas respiratórios.

 

J. Jota nasceu em Itapetininga, no interior de São Paulo, em 21 de julho de 1943 e formou-se em Letras Neo-Latinas pela UNIRES, em sua cidade natal. Autodidata em música, começou a escrever para o Jornal da Tarde em 1971. Mais tarde deu aulas na USP, ministrou inúmeros cursos livre de música e apreciação musical e foi diretor artístico da Sociedade de Cultura Artística, onde também escrevia as notas de programa.

Autor de O que é música, da Coleção Primeiros Passos, escreveu ainda A Música da Modernidade, também pela editora Brasiliense.

Para o crítico musical Irineu Franco Perpetuo, “J. Jota de Moraes foi o maior crítico de música que tive a chance de conhecer. Ele se destacava pela erudição, pelo domínio da língua portuguesa, pelo carisma, pelo humor agudo e pelo charme que colocava em tudo o que fazia.”

O velório e o enterro acontecem na cidade de Itapetininga.