Morre nos EUA o pianista José Feghali

por Redação CONCERTO 11/12/2014

Morreu na tarde de terça-feira, dia 9, o pianista José Feghali, um dos mais destacados artistas brasileiros. Ele morava em ForthWorth (EUA), onde era professor da Texas Christian University. Segundo a imprensa americana, ele foi encontrado em casa, com um tiro na cabeça; a polícia trabalha com a hipótese de suicídio. Feghali estava com 53 anos.

 

“Estamos profundamente chocados e entristecidos com a morte de nosso amado e respeitado amigo e colega”, disse ontem o diretor da Escola de Música da TCU. “Sua paixão pela música e pela atividade de professor era contagiante, assim como sua curiosidade e sede pelo conhecimento a respeito de virtualmente qualquer tema.”

Feghali nasceu no Rio de Janeiro e, aos 5 anos de idade, deu seu primeiro recital público. Três anos depois, fez sua estreia com a Orquestra Sinfônica Brasileira. Aos 15 anos, mudou-se para Londres para continuar os estudos. Em 1985, ganhou a medalha de ouro no importante Concurso Van Cliburn de piano, nos Estados Unidos.

Após a premiação, correu o mundo como solista de orquestras importantes, a Filarmônica de Berlim, a Concertgebouw de Amsterdã, a Gewandhaus de Leipzig e a Sinfônica de Londres. Mas nunca deixou de lado a carreira de recitalista, seja em programas solo, seja ao lado de parceiros como o violoncelista Antonio Meneses (com quem se apresentou em 2012, na Série de Música de Câmara da Osesp).

Em 2005, ele participou, com a Sinfônica de Nashville e o maestro Kenneth Schermerhorn, da gravação da integral das Bachianas Brasileiras de Villa-Lobos, para o selo Naxos. O compositor era uma de suas especialidades e, no início dos anos 2000, ele dedicou um disco solo a ele e a outros autores brasileiros, como Ernesto Nazareth e Lorenzo Fernandez, que apareciam ao lado de peças de Scriabin. No ano passado, foi solista da Orquestra Filarmônica de Minas Gerais e lançou gravação de obras de Chopin com o cellista James Denton.

Clássicos Editorial Ltda. © 2014 - Todos os direitos reservados.
A reprodução de todo e qualquer conteúdo requer autorização, exceto trechos com link para a respectiva página.