"Nabucco" em Minas tem 'bate-papo' sobre a ópera

por Redação CONCERTO 10/05/2011

A Fundação Clóvis Salgado, em Belo Horizonte, promove nos dias 10, 19 e 26 de maio “bate-papos” sobre a montagem da ópera Nabucco, de Giuseppe Verdi, que estreia dia 19 de junho no Grande Teatro do Palácio das Artes.

 

No dia 10 de maio, o maestro Luiz Aguiar falará sobre o compositor, o enredo da ópera e os aspectos musicais da obra. Na ocasião, o maestro oficializará a doação de seu importante acervo musical de óperas à Fundação Clóvis Salgado. Ainda nesse encontro, serão mostrados vídeos com versões de Nabucco.

No encontro do dia 19, o cenógrafo Raul Belém discutirá a estética da encenação, as possibilidades da cenografia, os diversos tipos de palco, aspectos técnicos da montagem de uma ópera e a relação entre palco e plateia. E no último bate-papo, dia 26 de maio, o diretor da ópera, André Heller-Lopes, falará sobre a sua concepção, o que o inspirou para esta montagem e como é o trabalho de um diretor de ópera e o processo criativo.

Os encontros têm entrada franca e acontecem no Cine Humberto Mauro Horário, no Palácio das Artes, sempre às 14h.

A montagem de Nabucco em Belo Horizonte terá Rodrigo Esteves no papel de Nabucco, Eiko Senda como a escrava Abigaille, Sávio Sperandio como Zaccaria, Rita Medeiros como Fenena, além de Marcos Paulo, Cristiano Rocha, Júlio César Mendonça, Fabíola Protzner e a participação do Coral Lírico de Minas Gerais e o Coro Lírico do Teatro Municipal do Rio de Janeiro. A direção musical e regência estarão a cargo de Silvio Viegas e a direção de cena será de André Heller-Lopes.