Novo Cultura Artística terá apenas uma sala

por Redação CONCERTO 18/11/2008

A Sociedade de Cultura Artística conseguiu aprovação no Conselho de Preservação do Patrimônio Histórico (Conpresp) para reconstruir o teatro da entidade, no mesmo local em que por mais de cinco décadas existiu o anterior, destruído por um incêndio no último mês de agosto.

O novo teatro vai preservar o mosaico de Di Cavalcanti – que milagrosamente resistiu incólume ao incêndio – e parte das fachadas e dos foyers. A principal mudança será o fato de que haverá apenas uma sala, adaptável para receber diversos tipos de espetáculos (dança, teatro e shows musicais, além, é claro, de apresentações de música erudita).

No teatro original, projeto de Rino Levi finalizado em 1950, haviam duas salas: a Esther Mesquita, com 1.156 lugares, e a Rubens Sverner, com 339 lugares. Também serão construídos pelo menos dois andares para camarins, salas de apoio, espaços para ensaio e escritórios, além de um pavimento subterrâneo para estacionamento. [Com informações da Agência Estado.]