Ópera “O diletante”, de João Guilherme Ripper, tem estreia no Salão Leopoldo Miguez, no Rio

por Redação CONCERTO 25/09/2014

A Escola de Música, Belas Artes e Comunicação da Universidade Federal do Rio de Janeiro estreia no dia 25 de setembro a produção da ópera O diletante, de João Guilherme Ripper. Principal compositor de óperas do país, Ripper tem sua segunda estreia lírica no ano – em maio o Festival Amazonas de Ópera realizou a primeira montagem de Onheama.

 

O diletante foi encomendada pela própria universidade para celebrar os 20 anos do Ópera na UFRJ – criado em 1994, o projeto promove a prática operística envolvendo alunos, professores e o estafe técnico da instituição. A ópera é baseada na peça de mesmo nome de Martins Pena e conta a história do bem sucedido comerciante italiano Quintino, que nutre uma paixão excessiva pela Traviata, de Verdi.

Serão quatro récitas em setembro, dos dias 25 a 28, no Salão Leopoldo Miguez – em outubro a montagem roda por cidades cariocas, sendo reapresentada no Teatro Municipal de Niteroi (dia 1º), no Teatro Dom Pedro de Petrópolis (dia 2) e no Teatro Municipal de Macaé (dias 16 e 17).

André Cardoso assina a direção musical e a regência, à frente da Orquestra Sinfônica da UFRJ e do Coro da Escola de Música da universidade; a direção cênica é de José Henrique Moreira.

[Veja mais no Roteiro Musical]

Clássicos Editorial Ltda. © 2014 - Todos os direitos reservados.
A reprodução de todo e qualquer conteúdo requer autorização, exceto trechos com link para a respectiva página.