Óperas "Jupyra" e "Cavalleria rusticana" são apresentadas juntas no Theatro Municipal de São Paulo

por Redação CONCERTO 14/10/2013

Estreia no dia 15 de outubro, no Theatro Municipal de São Paulo, a dobradinha lírica com montagens das óperas Jupyra, do brasileiro Antônio Francisco Braga, e Cavalleria rusticana, do italiano Pietro Mascagni. São ao todo oito apresentações, que ocorrem também nos dias 17, 19, 20, 22, 24, 26 e 27.

 

Contemporâneas – Cavalleria estreou em 1890, dez anos antes de Jupyra – e com enredos semelhantes – um triângulo amoroso com um desfecho trágico –, as óperas compartilham também, na atual montagem, de parte do elenco.

As sopranos Angeles Blancas Gulin (Espanha) e Elena lo Forte (Itália), o tenor brasileiro Fernanto Portari e os barítonos Angelo Vecci (Itália) e Davi Marcondes (Brasil) atuam em ambas as peças.

Completam o quadro de solistas Marcello Vanucci, Marina Considera, Taís Bandeira, Richard Bauer, Adriana Clis, Mere Oliveira e Lídia Schäffer.

Como as récitas acontecem com curtos intervalos entre si, os cantores se revezam nos papeis, em dias alternados. A direção musical é de Victor Hugo Toro, e o italiano Pier Francesco Maestrini, que também foi o responsável pela encenação do Don Giovanni do mês passado, assina a direção cênica. A música é da Orquestra Sinfônica e do Coral Lírico do Theatro Municipal de São Paulo.

[Veja mais no Roteiro Musical]

Clássicos Editorial Ltda. © 2013 - Todos os direitos reservados.
A reprodução de todo e qualquer conteúdo requer autorização, exceto trechos com link para a respectiva página.