Orquestra do Festival de Budapeste se apresenta em São Paulo e no Rio de Janeiro

por Redação CONCERTO 26/06/2015

A prestigiada Orquestra do Festival de Budapeste faz três apresentações no país. Nos dias 29 e 30 de junho o grupo toca na Sala São Paulo, como parte da série de concertos da Cultura Artística; e no dia 1º de julho, no Theatro Municipal do Rio de Janeiro, em promoção da Dell’Arte. Fundada em 1983 pelo maestro Iván Fischer e Zoltán Kocsis, a orquestra reuniu desde seu início a nata dos jovens músicos da Hungria, logo colocando o grupo entre os melhores do mundo – no ranking realizado em 2008 pela revista Gramophone a orquestra aparece entre as 10 melhores do mundo, superando grupos como a Filarmônica de Nova York e a Orquestra do Teatro Mariinsky, da Rússia.

É sob a batuta de Fischer que o grupo se apresenta no Brasil, ao lado de dois grandes solistas. Nos concertos dos dias 29 de junho, em São Paulo, e 1º de julho, no Rio, o programa se inicia com os Esboços húngaros, do húngaro Bela Bartók, e então apresenta duas grandes peças do Romantismo tardio: as Quatro últimas canções, de Richard Strauss, e a Quarta sinfonia de Gustav Mahler. Quem canta em ambas as peças é a soprano sueca Miah Persson.

No dia 30, na Sala São Paulo, a orquestra recebe outro virtuose: o pianista russo-georgiano Alexander Toradze. O grande repertório inclui duas peças para piano e orquestra: o Concerto nº 1 de Prokofiev, e o Concerto em sol de Ravel. Completam o programa a Abertura sobre temas hebraicos, de Prokofiev, a Pavana, de Ravel, e a Sinfonia nº 4 de Brahms.

Ouvinte Crítico
Os concertos terão votação aberta no Ouvinte Crítico. A enquete será lançada na segunda-feira, dia 29 de junho.

[Veja mais no Roteiro Musical: dia 29/6dia 30/6dia 1º/7]

Clássicos Editorial Ltda. © 2015 - Todos os direitos reservados.
A reprodução de todo e qualquer conteúdo requer autorização, exceto trechos com link para a respectiva página.