Osesp anuncia grande temporada para 2013

por Redação CONCERTO 17/10/2012

Em coletiva de imprensa que reuniu o Secretário de Estado da Cultura Marcelo Araújo, o diretor executivo Marcelo Lopes e o diretor artístico Arthur Nestrovski, a Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo (Osesp) anunciou na tarde de ontem sua temporada 2013. A programação terá como tema “Sagrações da primavera”, em homenagem à Sagração da primavera de Stravinsky, que em maio de 2013 completará 100 anos de sua estreia. Serão 36 programas de concertos de assinaturas – 33 da Osesp, uma do Coro da Osesp, uma da Filarmônica de Minas Gerais e uma da Sinfônica Heliópolis. Essas duas últimas atrações estarão na Sala São Paulo quando a Osesp realizará sua próxima turnê europeia, em outubro de 2013. [Acesse a programação completa de 2013 da Osesp. Cliqui aqui.] 

 

 

“Gostaria de registrar a imensa satisfação de nossa Secretaria com essa programação. Eu acho que ela mantém os padrões da Osesp, na verdade ultrapassando muitos deles. É uma programação que dá sequência, ao mesmo tempo em que busca uma ampliação e aprimoramento que me parecem fundamentais”, afirmou o Secretário Marcelo Araújo.

Sobre o eixo programático da temporada, Arthur Nestrovski expressou: “Pensamos na sagração da primavera em um sentido mais amplo: tanto no sentido de renovação da vida, ecológico e poético da palavra – afinal de contas estamos vivendo um momento de renovação da orquestra especialmente com a chegada da nova regente Marin Alsop –, como também no sentido da renovação da ordem das coisas, associada a palavra primavera em expressões como a Primavera de Praga ou a Primavera Árabe. É um tema que vai para muitos lados e todos eles são relevantes.”

Já Marcelo Lopes comentou: “A Osesp este ano viveu momentos sublimes, fizemos o nosso papel e vencemos. Agora o mais importante é manter essas conquistas aqui em São Paulo, com o nosso público, ampliar o nosso mercado, sedimentar e solidificar esse projeto. Bom mesmo é tratarmos o que temos aqui, e oferecermos para São Paulo uma orquestra do tamanho que a gente merece.”

Para a realização da temporada e dos projetos da Osesp, mas também para a gestão e manutenção da Sala São Paulo, a Fundação Osesp contará com uma verba de R$ 87 milhões, dos quais R$ 53 milhões vêm diretamente dos recursos do estado de São Paulo. O restante virá da captação de patrocínios privados (sobretudo por meio da lei de incentivo federal), da venda de ingressos e do aluguel da Sala São Paulo.

Temporada

Grandes regentes participam da temporada em 2013. Além da titular Marin Alsop, do associado Celso Antunes e do regente de honra Yan Pascal Tortelier, a Osesp se apresentará com maestros como Osmo Vänskä, Richard Armstrong, Heinz Holliger, Marcelo Lehninger, Stéphane Dénève, John Nelson, Alondra de La Parra, Giancarlo Guerrero, Frank Shipway, Mikhail Jurowski, Rafael Frühbeck de Burgos, Mei-Ann Chen, Lawrence Foster, David Atherton e Isaac Karabtchevsky. Entre os solistas destacam-se nomes como os pianistas Jean-Yves Thibaudet, Hélène Grimaud, Nelson Freire, Paul Lewis e Simon Trpceski, instrumentistas de cordas como Thomas Zehetmair, Arabella Steinbacher, Pieter Wispelwey, Fábio Zanon e Daniel Müller-Schott e cantores como Nathalie Stutzmann, Stephan Genz e os Swingle Singers.

A cantora e regente francesa Nathalie Stutzmann será a artista residente, participando de vários programas de câmara e concertos com a orquestra, além de uma master class. Como compositora visitante a Osesp receberá a jovem compositora e pianista russa (radicada em Nova York) Lera Auerbach. Ela acompanhará a estreia latino-americana de Post Silentium (co-encomenda da Osesp com a Staatskapelle Dresden) e tocará três peças de sua autoria em um programa de câmara.

Sete obras encomendadas pela Osesp estreiam em 2013, dos seguintes compositores: Edson Zampronha (Canto de Phoebus, para coro a cappella); Marlos Nobre (Sacre du Sacre, para orquestra. Homenagem à centenária obra-prima de Stravinsky); Vagner Cunha (Concerto para viola e orquestra de cordas); João Guilherme Ripper (Cinco poemas de Vinicius de Moraes, para soprano e orquestra); Clarice Assad (Abertura); André Mehmari (Fantasia coral para piano, coro e orquestra); e Eduardo Guimarães Álvares (A lua do meio-dia, peça para tímpano e percussão, em homenagem à timpanista Elizabeth Del Grande, que completa 40 anos de Osesp).

O compositor polonês Witold Lutoslawski (1913-1994) será o compositor transversal da Osesp neste ano, e terá diversas de suas obras apresentadas ao longo da temporada.

Assinaturas

A renovação para assinantes da temporada 2012 irá de 29 de outubro a 21 de novembro de 2012. Do dia 11 até o dia 28 de dezembro as assinaturas estarão disponíveis para todos interessados.

Tanto a renovação quanto a aquisição de novas assinaturas serão realizadas exclusivamente pelo site www.osesp.art.br/saladoassinante ou pelo telefone (011) 4003-2052.