Osesp toca Schnittke, Haydn e Mozart com Louis Langrée, coro e solistas

por Redação CONCERTO 24/10/2012

O maestro francês Louis Langrée, que esteve com a Osesp na última semana, volta a se apresentar com o grupo dias 25, 26 e 27 na Sala São Paulo, com a participação do Coro da Osesp e de solistas vocais. No repertório estão Moz-Art à la Haydn de Schnittke, a Sinfonia nº 44, Fúnebre, de Haydn, e a cantata Davidde Penitente de Mozart. A cantata tem as participações da soprano norueguesa Mari Eriksmoen, da mezzo-soprano brasileira Luisa Francesconi e do tenor canadense Colin Balzer.

O francês Louis Langrée é regente titular da Camerata Salzburg e diretor musical do festival Mostly Mozart, no Lincoln Center, em Nova York. A partir da temporada 2013-4 será também diretor musical da Cincinnati Symphony and Pops Orchestra. Langrée já regeu as orquestras Wiener Philharmoniker, London Philharmonic, Orchestre de la Suisse Romande Romande, Tokyo Philharmonic, Freiburger Barockorchester, Orchestra of the Age of Enlightenment, Deutsche Kammerphilharmonie, Scottish Chamber Orchestra e as sinfônicas de St. Louis e Baltimore. Foi diretor musical da Opéra National de Lyon (1998-2000), da  Glyndebourne Touring Opera (1998-2003), da Orchestre de Picardie (1993-8) e da Orchestre Philharmonique de Liège (2001-6). Sua recente gravação de La Traviata, com a London Symphony Orchestra, lançada em DVD pela Virgin Classics, recebeu o prêmio Diapason d’Or. Em 2006, Langrée foi nomeado Chevalier des Arts et des Lettres pelo Ministério da Cultura da França.

[Veja detalhes no Roteiro Musical]