Petrobras Sinfônica tem Jean Louis Steuerman e estreia mundial de Cláudio de Freitas

por Redação CONCERTO 21/07/2011

A Orquestra Petrobras Sinfônica realiza duas apresentações no Rio de Janeiro, na sexta dia 22 na Fundição Progresso e no domingo no Teatro Municipal, com a estreia mundial da obra A confederação dos Tamoios, de Cláudio de Freitas, e a participação solista do pianista Jean Louis Steuerman no Concerto n° 1 para piano e orquestra op.1 de Rachmaniov. A apresentação tem ainda a Sinfonia n° 5 op. 100 de Sergei Prokofiev, sempre com a regência de Carlos Prazeres, assistente de Isaac Karabtchevsky na Petrobrás Sinfônica e regente titular da Sinfônica da Bahia.

 

O jovem compositor Cláudio de Freitas, que por muitos anos foi contrafagote da Osesp, já teve obras estreadas e apresentadas pela própria Osesp, pela Filarmônica de Minas Gerais, Camerata Antiqua de Curitiba e também nos Estados Unidos e Argentina. A peça A confederação dos Tamoios foi encomendada pela Petrobras Sinfônica e tem neste concerto sua primeira audição mundial.

O carioca Jean Louis Steuerman é um dos principais nomes brasileiros do piano. Ele toca por toda a Europa, América do Norte e Japão, participando regularmente das mais importantes séries de recitais nos três continentes. Steuerman estudou do Conservatório de Nápoles e ainda jovem conquistou o segundo prêmio na Competição J.S. Bach em 1972, em Leipzig, dando início a uma carreira internacional de sucesso.