Recital, CD, livro e partituras resgatam a vida e a obra de Flausino Vale

por Redação CONCERTO 24/03/2011

A pesquisadora e jornalista Camila Frésca, conhecida dos leitores da Revista e do Site CONCERTO como autora de diversas das matérias e reportagens, lança neste mês o resultado de sua tese de mestrado defendida na ECA-USP sob orientação de Flávia Toni. Trata-se de um livro pela Editora Annablume, um CD pelo Selo CLÁSSICOS e a edição da partitura pela Editora Criadores do Brasil, dos 26 prelúdios característicos e concertantes para violino só, do compositor Flausino Vale.

 

No sábado, dia 26 de março às 11h00 na Sala São Paulo (Sala Carlos Gomes), Camila Frésca fará a introdução ao recital que Cláudio Cruz realiza nos Encontros Clássicos, por ocasião do lançamento do CD "Flausino Vale e o violino brasileiro”.

Apelidado por Villa-Lobos de “Paganini brasileiro”, o compositor e violinista mineiro Flausino Rodrigues Vale (1894-1954) foi músico virtuose e autor de obra singular na literatura violinística brasileira, os 26 Prelúdios característicos e concertantes para violino só. Alguns destes prelúdios integraram (e ainda integram) o repertório de grandes violinistas internacionais como Jascha Heifetz, Isaac Stern, Zino Francescatti e Itzhak Perlman. As peças podem ser descritas como miniaturas virtuosísticas para o violino, que combinam o uso de temas e referências ao universo popular com a utilização da técnica tradicional do instrumento, aliada a procedimentos pouco usuais de escrita.

A obra, que até então nunca havia sido registrada na íntegra, recebe neste CD-livro lançado pelo Selo Clássicos e patrocinado pela Petrobras sua primeira gravação mundial pelas mãos do violinista e maestro Cláudio Cruz. Mas o ineditismo do projeto não se esgota no registro da integral: o disco também traz, igualmente pela primeira vez, dois dentre os muitos arranjos para violino solo que Flausino Vale fez ao longo da vida: Tico-tico no fubá, de Zequinha de Abreu, e O cisne, de Camille Saint-Saëns e, como bônus, o CD traz um registro histórico do próprio Flausino ao violino, executando dois de seus prelúdios: Repente e Batuque em gravação realizada no dia 10 de setembro de 1931. 

O livreto de 40 páginas que acompanha o disco traz um artigo biográfico sobre o compositor e uma análise de sua obra pela coordenadora geral do projeto, Camila Frésca, além de um texto introdutório pela professora e pesquisadora da USP Flávia Camargo Toni. O material se completa com fotos do acervo da família Valle que mostram o compositor em diversas situações: no dia de seu casamento, tocando no cinema com um pequeno conjunto orquestral e ao lado de Villa-Lobos.

O evento do dia 26 tem entrada franca e após o recital haverá sessão de autógrafos com Cláudio Cruz e Camila Frésca.