Recital de lançamento "A arte da fuga"

por Redação CONCERTO 24/03/2010

Neste sábado, dia 27 de março às 11h30, os cravistas Ana Cecilia Tavares e Marcelo Fagerlande fazem o recital de lançamento do CD “A arte da fuga”, com a obra grandiosa de de Johann Sebastian Bach. No repertório a ser apresentado na Sala São Paulo (Sala do Coro), o ciclo de 14 Fugas a quatro vozes, executado por dois cravos, e os Cânones, sempre a duas vozes, executados por apenas um cravo, além da Fuga a três vozes interpretada por um cravo. Trata-se da primeira gravação da Arte da Fuga no Brasil e é o primeiro CD com repertório para dois cravos realizado no País.

Este ciclo magistral, uma das últimas composições da autoria de Bach, tem sido alvo de muitos estudos e especulações, até mesmo de caráter místico. Uma das relações presentes na música do gênio alemão é aquela que relaciona letras e números. Assim, a soma das letras do nome do compositor, segundo a notação alfabética alemã (B+A+C+H = 2 + 1 + 3 + 8 = 14), equivale ao número de Fugas da obra, fato considerado por muitos como proposital.

Muitos intérpretes têm preferido executar a Arte da Fuga em instrumentos de teclado, como o cravo ou órgão, prediletos do compositor. Apesar disso, inúmeras transcrições têm sido feitas, permitindo sua execução por orquestras sinfônicas, quartetos de cordas, conjunto de metais, quarteto de saxofones, e outras formações.

O CD, lançado pelo Selo CLÁSSICOS (CLA016), pode ser encontrado na Loja CLÁSSICOS da Sala São Paulo (Praça Júlio Prestes s/nº) e também adquirido pela Internet. Clique aqui.

Os Intérpretes

Ana Cecilia Tavares

Natural do Rio de Janeiro, é radicada em Brasília. Mestre em cravo pela Universidade Federal do Rio de Janeiro fez especialização em Paris com a cravista Huguette Dreyfus no ciclo de Perfectionement em cravo, obtendo os prêmios: Prix d’Excellence e Prix de Virtuosité.

Estudou baixo cifrado com Olivier Baumont, participou de eventos internacionais de cravo e música de câmara, master classes com Christophe Rousset, Kenneth Gilbert, Pierre Hantaï e apresentou-se em diferentes cidades francesas.

Foi vencedora do VI Prêmio Eldorado de Música em São Paulo, gravando disco solo pelo selo Eldorado. Gravou um CD para cravo solo com obras de Bach e Froberger e ainda CDs camerísticos com o Estúdio Barroco e com o Trio Barroco de Brasília. Apresenta-se regularmente em recitais solo, música de câmera e orquestral em Brasília e em diferentes teatros no país.

É professora de cravo no CEP- Escola de Música de Brasília exercendo também atividades didáticas nos 28º e o 31º Cursos Internacionais de Verão da Escola de Música de Brasília e na Escola de Música da Universidade Federal do Rio de Janeiro, onde ministrou um curso de extensão. Publicou um trabalho na Revue de Musicologie (França).

Marcelo Fagerlande

O Carioca Marcelo Fagerlande é graduado em cravo com grau máximo pela Escola Superior de Música de Stuttgart (em 1986, na classe de Kenneth Gilbert), e Doutor em Musicologia pela Uni-Rio (2002). Realizou em 2004/2005 um estágio pós-doutoral no Institut de recherche sur le patrimoine musical en France (IRPMF/CNRS), Paris. É professor da Escola de Música da Universidade Federal do Rio de Janeiro desde 1995.

Realizou concertos por todo o Brasil e nos Estados Unidos, México, Alemanha, França, Portugal, Espanha, Hungria e Uruguai. Dirigiu óperas de Monteverdi, Telemann, Boismortier e Purcell e espetáculos musicais de sua criação no Theatro Municipal do Rio de Janeiro, na Sala Cecilia Meireles, no Teatro Amazonas, no Teatro de Santa Isabel (Recife) e nos Centros Culturais Banco do Brasil no Rio, São Paulo e Brasília.

Gravou diversos CDs no Brasil e na Alemanha – com destaque para Marcelo Fagerlande no Museu Imperial, Bach e Pixinguinha (Núcleo Contemporâneo) e Modinhas Cariocas (Biscoito Fino). Publicou O Método de Pianoforte de José Maurício (Relume-Dumará). Site: www.marcelofagerlande.com.br