Renato Bandel e Horácio Gouveia substituem Duo Graffiti no Teatro Humboldt

por Redação CONCERTO 30/05/2012

Nesta quinta-feira, dia 31 de maio às 20h30, o duo formado pelo pianista Horácio Gouveia e pelo violista Renato Bandel se apresenta no Teatro Humboldt, na série Quintas Musicais, em substituição ao Duo Graffiti.

A apresentação, que tem entrada franca, conta com a Sonata em sol maior BWV 1027 de Bach, o Noturno op. 42 de Beethoven e a Sonata em mi bemol maior op 120 nº 2 de Brahms.

Nascido em Piracicaba, Renato Bandel iniciou os estudos de música aos seis anos de idade, com a mãe. Aos 20, recebeu bolsa para a Academia da Orquestra Filarmônica de Berlim. Com a orquestra realizou concertos em várias cidades da Europq sob regência de Claudio Abbado, Daniel Barenboim, Seiji Ozawa, Günter Wand, Zubin Mehta, Bernard Haitink, Simon Rattle e Nikolaus Harnoncourt. Em 2000 graduou-se na Universidade de Artes de Berlim, com o título de mestre, sob orientação de Hartmut Rohde. Durante os sete anos em que viveu em Berlim integrou o Ensemble Oriol Berlin, tendo se aprewsentado em concertos na Alemanha, México e Portugal. Atuou também como músico convidado na orquestra da Fundação Gulbenkian, Portugal). Recebeu em 2006 o “Prêmio Carlos Gomes - Melhor Conjunto de Câmara”, como integrante do Quarteto Camargo Guarnieri. É professor de viola do Instituto Baccarelli (São Paulo), além de coordenador pedagógico do mesmo Instituto, da Emesp (São Paulo) e do Festival de Inverno de Campos do Jordão.

Doutor em musicologia pela USP, Horácio Gouveia estudou na Universidade Albert Ludwig, em Freiburg, Alemanha, com bolsa concedida pelo Serviço Alemão de Intercâmbio Acadêmico (DAAD). Atua intensamente como recitalista, camerista e solista, com repertório que se estende de Bach aos compositores contemporâneos. É professor da Faculdade de Artes Alcântara Machado (FAAM) e da Escola de Música do Estado de São Paulo (EMESP), em São Paulo. Em 2010 foi professor do Festival de Inverno de Campos do Jordão. Como pianista da Camerata Aberta (Prêmio APCA de 2010), realizou concertos na Europa (Concergebouw de Amsterdam e Palais des Beaux-Arts de Bruxelas) e atuou como solista sob a regência de Guillaume Bourgogne. Integra também o Trio Arqué e o Percorso Ensemble.