Sesc relaciona música e pintura em quatro concertos

por Redação CONCERTO 27/08/2012

Na próxima quarta-feira, dia 29 de agosto às 20h30, o Sesc Pinheiros recebe a primeira de quatro apresentações da nova série “Das notas que ouviam cores surgiam”, iniciativa que tem curadoria do maestro e percussionista Ricardo Bologna e que coloca foco nas relações entre Música e Pintura.

 

No primeiro concerto da série, o novo Quarteto Kandinsky, formado por Simona Cavuoto, Alexandre Kanji, Elisa Monteiro e Heloísa Meirelles, tem como convidada a pianista Érika Ribeiro para uma apresentação que relaciona a música de Arnold Schoenberg com a pintura de Wassily Kandinsky.

A pianista Érika Ribeiro interpreta as Três peças para piano Op. 11 (Drei klavierstücke), de 1909, que representam um dos primeiros exemplos de "atonalidade" na obra de Schoenberg.

Depois, o Quarteto Kandinsky apresenta o Quarteto de cordas n° 1 Op. 7, escrito em 1904-05, o favorito do compositor entre os quatro quartetos de cordas que escreveu. A obra evoca a linguagem hiper-cromática de Wagner e Mahler e antecipa as dissonâncias das futuras peças atonais de Schoenberg.

Ainda estão previstos o quarteto de percussão mArtellu criando paralelos entre a Minimal Art norte-americana dos anos 1950 e 60 e a música de Steve Reich (26 de setembro), o Trio Arqué com a pintura impressionista de Claude Monet e a música de Claude Debussy e Maurice Ravel (31 de outubro); e o trio formado pelas sopranos Martha Herr e Sheila Minatti e o pianista André Rangel em uma homenagem a John Cage (28 de novembro).

[Veja detalhes no Roteiro Musical]