Sinfônica do Rio Grande do Norte comemora 40 anos com concerto especial

por Redação CONCERTO 22/03/2016

Após um período de turbulência que quase resultou em sua extinção, a Orquestra Sinfônica do Rio Grande do Norte atinge um marco simbólico em sua presente reestruturação: comemora, em março, seus 40 anos de atividade. Criada por decreto em 1976, o grupo tem como diretor artístico o maestro Linus Lerner, que assumiu a orquestra em setembro de 2012, quando a situação era quase insustentável. Depois de pouco mais de três anos de trabalho e contando com apoio público e privado, a orquestra mostra reação e celebra seu aniversário com um concerto especial no dia 23, no Teatro Riachuelo, em Natal.

 

O concerto do dia 23 será regido pelo próprio Lerner, tendo como solista o violinista Rucker Bezerra. No programa, a Marcha húngara, de A danação de Fausto, de Hector Berlioz, o Concerto para violino nº 1 de Max Bruch, e a Quinta sinfonia de Tchaikovsky.

Lerner também é diretor da Southern Arizona Symphony Orchestra (EUA), do Oaxaca Opera Festival, no México, e do Festival Gramado in Concert. E ressalta a importância do trabalho que vem sendo realizado no Rio Grande do Norte. “Hoje a orquestra apresenta programas dignos de qualquer orquestra no mundo e com solistas e maestros convidados nacionais e internacionais. Quando questionado sobre o interesse na orquestra, nosso público responde emocionado que nossos concertos proporcionam momentos onde eles podem presenciar música de qualidade e, mais importante ainda, que os façam sentir”, diz.

[Leia mais no Roteiro Musical]

Clássicos Editorial Ltda. © 2016 - Todos os direitos reservados.
A reprodução de todo e qualquer conteúdo requer autorização, exceto trechos com link para a respectiva página.