Theatro São Pedro lança Temporada 2013, abre séries de assinatura e apresenta Academia de Ópera

por Redação CONCERTO 04/02/2013

Em uma coletiva de imprensa realizada na manhã desta segunda-feira (dia 4), o Teatro São Pedro de São Paulo – equipamento da Secretaria de Cultura do Estado que é gerido pela OS Instituto Pensarte – anunciou a sua temporada 2013: serão quatro óperas e sete concertos sinfônicos, de fevereiro a novembro. A grande novidade é a venda de assinaturas para todo o pacote, iniciativa inédita da casa. “Queremos apresentar a temporada como um todo, não eventos isolados, e as assinaturas reforçam essa ideia”, disse o diretor artístico da casa, o maestro Emiliano Patarra.

 

A temporada abre já neste mês de fevereiro, dias 16 e 17, com um concerto sinfônico regido por Ligia Amadio com obras de Mozart (abertura de Le Nozze di Figaro), Schumann (Concerto para piano com a pianista Sonia Rubinsky) e Beethoven (Sinfonia nº 3).

A temporada lírica estreia dia 15 de março com uma nova encenação de La Cenerentola (A Cinderela), de Rossini, mesmo título que foi apresentado há 15 anos, quando da reinauguração do Theatro São Pedro. Emiliano Patarra faz a direção musical e regência, Davide Garattini é o diretor cênico. Participam do elenco os cantores Loriana Castellano, Leonardo Ferrando, Homero Velho, Bruno Pratico, Carlos Eduardo Marques, Edna d’Oliveira e Ednéia de Oliveira. Nesta ópera, como em todas as outras, pelo menos uma das récitas será cantada por um elenco formado a partir da nova Academia de Ópera (leia mais abaixo) e de jovens talentos convidados.

O segundo título da temporada do São Pedro é A volta do parafuso, de Benjamim Britten, compositor inglês cujo centenário de nascimento está sendo comemorado neste ano. O maestro Steven Mercurio é o convidado para a direção musical e regência e a jovem Livia Sabag faz a direção cênica. Entre os cantores estão nomes como Luísa Kurtz, Céline Imbert, Luciano Bueno e Juremir Vieira.

As duas últimas montagens serão no fim do ano. O começo do mês de novembro verá a estreia mundial da ópera comissionada O menino e a liberdade, de Ronaldo Miranda, com libreto de Jorge Coli sobre conto de Paulo Bonfim. A direção musical e regência será de Roberto Duarte e a direção cênica de Mauro Wrona.

Finalmente em fins de novembro estreia Falstaff, de Giuseppe Verdi, uma montagem comemorativa aos 200 anos do grande compositor italiano. A direção musical e regência será de Emiliano Patarra e a direção cênica de Stefano Vizioli. Entre os solistas estão Leonardo López Linares, Leonardo Neiva, Tati Helene, Laryssa Alvarazi, Luciano Botelho, Valeria Sepe, Graciela Araya, Flavio Leite, Giovanni Tristacci e Gustavo Lassen.

Na coletiva, o Teatro São Pedro também anunciou a criação da Academia de Ópera, que oferecerá a 18 jovens cantores (homens de 18 a 32 anos e mulheres entre 16 e 32 anos) a oportunidade de participar de atividades regulares com os principais artistas da temporada, além de realizar ensaios com a orquestra. Estes academicistas também poderão ser escalados para participar dos elencos jovens que farão pelo menos uma das récitas de cada uma das óperas. As inscrições para a turma de 2013 da Academia de Ópera acontecem de 5 a 28 de fevereiro pelo site www.theatrosaopedro.org.br.

Entre os destaques dos concertos sinfônicos vale lembrar a participação de cantores como José Bros, Eliane Coelho, Annick Massis e Cida Moreira (esta em espetáculo dedicado a Kurt Weill e Bertolt Brecht), e dos maestros Marco Boemi, Abel Rocha, Jamil Maluf, Guilherme Mannis e Carlos Morejano. O violonista Fabio Zanon e o pianista Eduardo Monteiro também participam.

Temporada 2013 Theatro São Pedro (São Paulo)
Quatro óperas e sete concertos sinfônicos
Período de assinaturas: de 11 de fevereiro a 15 de março
Preços: de R$ 182,00 a R$ 357,00

[Veja a temporada completa do Theatro São Pedro]