Violinista Lucas Bernardo da Silva vence prêmio Ernani de Almeida Machado

por Redação CONCERTO 29/10/2013

O spalla da Orquestra Jovem do Estado, Lucas Bernardo da Silva, de 18 anos, conquistou o primeiro lugar do prêmio Ernani de Almeida Machado, voltado para os membros da orquestra. O anúncio aconteceu no concerto do dia 27 de outubro da orquestra, na Sala São Paulo.

 

Lucas é natural de São Paulo e começou a tocar violino aos 9 anos na igreja evangélica que frequenta até hoje. Dois anos depois, em 2006, ingressou na Escola de Música do Estado de São Paulo – Tom Jobim (Emesp), onde estuda atualmente, sendo aluno de Inna Rakevich.

O prêmio deverá obrigatoriamente ser utilizado para o aperfeiçoamento no exterior, o que Lucas deverá fazer no Conservatório Amsterdã, na Holanda, onde já realizou uma semana de imersão musical e fez aula experimental com o violinista Peter Brunt.

Além do prêmio principal de R$ 60 mil, foram concedidas mais quatro premiações no valor de R$ 15 mil cada, visando aprimoramento ou a aquisição de instrumentos. Os contemplados foram: Layla Köhler Baratto, oboé; Ariane Rovesse de Alencar Freitas, clarinete; Matheus Silva Mello, violoncelo; e Rafael do Nascimento Figueiredo, contrabaixo.

O Prêmio Ernani de Almeida Machado é oferecido pelo escritório Machado, Meyer, Sendacz e Opice Advogados, e é resultado de uma parceria firmada em 2012 com a Santa Marcelina Cultura, organização social responsável pela administração da Emesp, que por sua vez é a mantenedora da Orquestra Jovem do Estado. No início do ano passado, a Orquestra Jovem do Estado sofreu importante reformulação e hoje, com direção do maestro Cláudio Cruz, realiza um trabalho de referência com cerca de 90 bolsistas instrumentistas.

[Clique aqui e leia a coluna de Camila Frésca sobre o prêmio Ernani de Almeida Machado]

Clássicos Editorial Ltda. © 2013 - Todos os direitos reservados.
A reprodução de todo e qualquer conteúdo requer autorização, exceto trechos com link para a respectiva página.