Alexandre Dossin sola o “Concerto para piano” de Kachaturian

por Redação CONCERTO 22/06/2017

Entre 1936 e 1946, o compositor armênio Aram Kachaturian escreveu três concertos para músicos que integravam um trio então em atividade na União Soviética: o pianista Lev Oborin, o violinista David Oistrakh e o violoncelista Sviatoslav Knushevitsky. As peças são símbolo da evolução da escrita do compositor. E o concerto para piano acabaria sendo sua porta de entrada para a história da música do século XX, com um embate constante entre solista e orquestra.

A peça é o destaque do programa que a Orquestra Petrobras Sinfônica apresenta no dia 24, no Theatro Municipal do Rio de Janeiro, com solos do pianista gaúcho Alexandre Dossin, primeiro prêmio do Concurso Martha Argerich de 2003. A regência fica a cargo de Felipe Prazeres, que comanda o grupo também no Episódio sinfônico, de Francisco Braga, nas Danças de Galanta, de Kodály, e nas Danças húngaras nº 1 e nº 6, de Brahms.

[Veja mais no Roteiro Musical]