Compositor Philip Glass interpreta seus Estudos ao lado de pianistas

por Redação CONCERTO 14/09/2017

O nome do compositor norte-americano Philip Glass, que realiza turnê no Brasil em comemoração a seus 80 anos, está intrinsicamente ligado à trajetória da criação clássica no século XX. Desde os anos 1970, ele tem se dedicado a uma variedade de gêneros, escrevendo óperas, sinfonias, quartetos, trilhas para cinema ou balé, além de atuar ao lado de artistas de outras áreas, como a escritora Doris Lessing e o poeta Allen Ginsberg.

Em meio a esta vasta produção, sua criação para piano ocupa um espaço especial – e é a ele que uma série de apresentações em setembro no Brasil se volta, com a participação do próprio compositor. “Os Estudos começaram a ser compostos em meados dos anos 1990 e estou ainda acrescentando peças a essa coleção. Há dois propósitos nessas obras: ter música para meus recitais solo e ampliar a minha técnica como pianista, desafiando a minha própria interpretação”, ele explicou em uma entrevista recente.

Em São Paulo, estão previstos dois concertos. No dia 16, o palco é a Sala São Paulo e, no dia 17, o Auditório Ibirapuera. Em ambas as ocasiões, as obras serão interpretadas pelo próprio Glass e por um time de pianistas formado por Maki Namewaka, Jenny Lin, Ricardo Castro e Heloísa Fernandes.

[Veja mais no Roteiro Musical]