Sígrido Levental morre após longa enfermidade

por Redação CONCERTO 29/01/2017

Morreu na manhã deste domingo, em São Paulo, o professor Sígrido Levental, aos 76 anos. Nascido em Santos, em 1941, Sígrido formou-se pianista e iniciou cedo sua carreira musical. Ainda nos anos 1960, contudo, iniciou uma atividade pedagógica que o levou à fundação do Conservatório Musical Brooklin Paulista. Na década de 1970, o Conservatório do Brooklin tornou-se um dos principais polos de formação no país, pelo qual circulavam as mais destacadas personalidades do mundo musical. Entre os professores que lecionaram no Conservatório Musical Brooklin Paulista, além dos principais instrumentistas da época, figuram nomes como Hans-Joachim Koellreutter, Aylton Escobar, Marcelo Mechetti, Sergio Vasconcelos Correia, José Eduardo Martins e Arnaldo Contier. Pelo conservatório passaram e se formaram dezenas de músicos que hoje atuam nas principais orquestras e escolas de música brasileiras.

Sígrido também tinha um forte compromisso com a composição contemporânea, criando, na década de 1970, a Editora Novas Metas, que editou e distribuiu livros e obras de alguns dos mais destacados compositores da época.

Sígrido também tinha um forte compromisso com a composição contemporânea

Nos anos 1980, com a consolidação dos departamentos de música de ensino superior, o Conservatório perdeu seu protagonismo e Sígrido Levental passou a atuar na esfera pública. Foi diretor da Universidade Livre de Música e do Festival Internacional de Inverno de Campos do Jordão. Nos anos 2000, Sígrido ainda trabalhou na Fundação Osesp como coordenador das atividades educacionais.

Sígrido Levental está sendo velado no Theatro São Pedro, hoje, até às 23h, e amanhã, segunda-feira dia 30, das 9h às 15h. Em seguida, um cortejo seguirá ao Cemitério da Vila Alpina.

[Clique aqui e leia o texto de Nelson Rubens Kunze]