Banner 180x60
Boa noite.
Terça-Feira, 16 de Janeiro de 2018.
 
E-mail:  Senha:

 

 
Nome

E-mail


 
Saiba como anunciar na Revista e no Site CONCERTO.
   


Vitrine Musical 2016 - Clique aqui e veja detalhes dos anunciantes

 
 

Votação encerrada


“A danação de Fausto”, de Hector Berlioz (Temporada 2014 da Osesp)
Osesp; Sir Richard Armstrong, regente; Jane Irwin, mezzo; Andrej Dunaev, tenor; Morten Frank Larsen, barítono; Francisco Meira, baixo-barítono; Coro da Osesp; Coro Infantil da Osesp; Coro Juvenil da Osesp; e Coro Acadêmico da Osesp
Sala São Paulo, dias 27, 28 e 29 de dezembro
   
Número de votantes: 115
Média: 6,7
Conceito:
   
Comentários:  
Sima Fejguelman Halpern Um concerto candidato ao concerto do ano! Além de ser uma obra prima, muito mais do que uma "lenda dramática" ou "ópera de concerto", mexe com a imaginação do ouvinte, que enxerga cenários e ações que não estão no palco. Solistas fora de série, Michael Spyres trouxe não só um Fausto eloquente, afinado e musical mas a música como um todo! Se ele estivesse sem o maestro no palco, tudo funcionaria às mil maravilhas! O barítono Morten Frank Larsen não poderia ser um Mefistófeles mais ssedutor e charmoso! A mezzo Jane Irwin, na delicadeza de seus solos trouxe o perfil de sua personagem, e o nosso baixo Francisco Meira esteve no mesmo nível em seu solo.Os coros da OSESP, como sempre, corretíssimos e expressivos. A OSESP muito animada com tal empreitada coloriu tudo, sob a regência de Sir Richard Armstrong. Bravi!
   
Rodrigo Espetacular, Osesp tinindo, coros afinados e ótimos solistas. Bravo!
   
Samuel Forattini Antunes Excelente !!! Música maravilhosa de Berlioz, Sir Armstrong em grande forma, assim como a orquestra e os coros ! Porém, neste sábado, várias pessoas deram espetáculo de mal-educação durante o concerto.
   
Henrique Lindenberg Neto A apresentação de “A Danação de Fausto” pela OSESP soberba: a orquestra em estado de graça magistralmente regida por Sir Richard Armstrong, ótimos solistas e quatro excelentes coros que deram enorme brilho a essa obra que tanto espaço dá ao coro. A atuação do tenor Michael Spyres foi inesquecível, sobretudo na canção da Natureza. Eu já havia assistido “À Danação de Fausto” encenada como ópera, e achei que a apresentação em forma de concerto como fez a OSESP valoriza muitíssimo mais a obra, dando à orquestra ¬ que nas obras de Berlioz tem sempre papel muito relevante – o mesmo destaque que aos solistas e ao coro. Parabéns à OSESP por essa monumental e inesquecível apresentação!
   
Fabiana Crepaldi Ótimo, excelente! A batuta precisa e musical do grande Richard Armstrong trouxe para a Sala São Paulo toda a genialidade da orquestração do Berlioz. Tenor excelente, barítono ótimo que se destacou pela expressividade, mezzo também muito boa. A Osesp esteve em um de seus grandes dias.
   
   

voto           voto



< Mês Anterior Janeiro 2018 Próximo Mês >
D S T Q Q S S
31 1 2 3 4 5 6
7 8 9 10 11 12 13
14 15 16 17 18 19 20
21 22 23 24 25 26 27
28 29 30 31 1 2 3
 

 
São Paulo:

17/1/2018 - Espetáculo O compositor delirante

Rio de Janeiro:
16/1/2018 - Duo Bernardo Katz - violoncelo e Holly Katz - piano

Outras Cidades:
27/1/2018 - Ilhabela, SP - Balés O lago dos cines, de Tchaikovsky e Melhor único dia (estreia), de Henrique Rodovalho
 




Clássicos Editorial Ltda. © 2018 - Todos os direitos reservados.

Rua João Álvares Soares, 1404
CEP 04609-003 – São Paulo, SP
Tel. (11) 3539-0045 – Fax (11) 3539-0046