Banner 468x60
Banner 180x60
Bom dia.
Sexta-Feira, 20 de Outubro de 2017.
 
E-mail:  Senha:

 

 
Nome

E-mail


 
Saiba como anunciar na Revista e no Site CONCERTO.
   


 

Vitrine Musical 2016 - Clique aqui e veja detalhes dos anunciantes

 
 

Votação encerrada


Óperas “Um homem só”, de Camargo Guarnieri, e “Ainadamar”, de Osvaldo Golijov (Temporada 2015 do Theatro Municipal de São Paulo)
Orquestra Sinfônica Municipal de São Paulo; Coro Lírico; Balé da Cidade
Rodolfo Fischer, direção musical
Caetano Vilela, direção cênica
Elencos:
“Um homem só”: Rodrigo Esteves (José), Luciana Bueno (Mariana/Rita/velha), Saulo Javan (Operário/Alcides), Miguel Geraldi (Médico/sorveteiro/cobrador) e Rubens Medina (Padre/operador/dono).
“Ainadamar”: Marisú Pavón (Margarita Xirgu), Luigi Schifano (Federico García Lorca), Camila Titinger (Nuria), Alfredo Tejada (Ruiz Alonso), Carla Cottini, Monique Corado (Meninas), Rodrigo Esteves (José Tripaldi), Rubens Medina (Maestro), Miguel Geraldi (Torero), e Jarbas Homem de Mello (ator).
Theatro Municipal de São Paulo, dias 22, 24 26, 28 e 30 de abril, e 2 de maio
   
Número de votantes: 122
Média: 7,7
Conceito:
   
Comentários:  
Carolina Godoy Um homem só... os cantores deixaram a desejar... Já vi o Rodrigo Esteves em melhor performance. Além disso, de acordo com o libreto, faltou a cena final da morte de José, cortejo enfim... Ainadamar: microfone não dá né?!
   
Eluando Cascardo Um homem só foi muito massante, e Ainadamar, salvo engano, foi dublada.
   
Felipe Cunha Mais um acerto de, muito provavelmente, o melhor diretor brasileiro da atualidade!
   
Cleber galan amaral Um espetáculo grandioso, belíssimas montagens, recursos sonoros e vusuais muito precisos, adorei os prédios tortos em "um homem só" e a chuva de livros e recurso visual na fonte de lágrimas em "Ainadamar". Estou orgulhoso de nossos profissionais.
   
Michele Turqueto Achei excelente a produção de Um Homem Só, e especialmente Ainadamar. Uma única observação é sobre a utilização do microfone, que mesmo que necessários pelos instrumentos utilizados, acabam alterando na sonoridade do espetaculo.
   
Rodrigo Ousadia para alguns... Delírio poético para muitos... Linda!
   
Ana Gargiulio Assisti hoje e digo: Maravilhoso!! O expressionismo em um Homem Só, os efeitos, coreografias em ainadamar, a orquestra, o coro e principalmente os solistas...programa impecável!parabens ao teatro municipal por ter convidado o grande Caetano Vilela, presenteou o público com uma direção cênica de primeira e brasileiríssima! bravo!
   
Elizabeth Sabag espetaculo maravilhoso.. parabens a todos!!!
   
Carla Kerr Minha avaliação é apenas para Ainadamar, do contrário a nota seria mais baixa. Aliás, já que o Municipal não separou estas peças tão distintas, sob todos os aspectos, sugiro que a Revista Concerto separe a avaliação por obra em casos assim, salvo em dobradinhas tradicionais como PAG+CAV, por exemplo. Um Homem Só é muito interessamte e tem potencial mas infelizmente não recebeu o mesmo "investimento" que Ainadamar, aumentando ainda mais a diferença natural que existe entre as obras. Fica como sugestão para novas montagens!
   
Lui Favarelli Lindo, lindo! A cantora Marisú é espetacular! Que agudos claros, limpos e afinados. Excelente!
   
Maria Sierra Maravilhosa, as duas montagem, adorei!
   
Claudio Fortes Achei as 2 operas interessantes . A primeira angustiante e Ainadamar muito bonita , otimo contratenor mas um pouco esticada .
   
Eduardo Andrioli Incrível espetáculo, show de produção e coreografias.
   
Vagner Oliveira Modesto Cruz Foi sensacional! Muito bom!!! Emocionante!!!!!
   
Américo Córdula Um elenco afiado, um cenário e iluminação primorosa, parabéns a todos.
   
Graça de Andrade Foi com grande prazer que eu, minha filha e marido conhecemos as óperas "Um homem Só" E "Ainadamar".Ficamos com uma ótima impressão das óperas. Muito bem realizadas!Parabéns a todos envolvidos!
   
Francisco Roberto Macedo Guimaraes Dois espetáculos muito bbons. A cenografia está impecável. A segunda ópera pareceu um pouquinho cansativa e longa para um ato. Mas resumindo: valeu mesmo.
   
Carlos Miranda Não gostei desta seleção. Um homem só é uma ópera que possui uma composição medíocre, apesar da profundidade da trama; e Ainadamar, além de ter composição sem sal, possui uma trama incongruente com os dias atuais. Uma escolha realmente infeliz do Theatro Municipal de São Paulo, uma pena.
   
Eduardo Romero O ponto alto da noite foram as montagens de Caetano Vilela: criativas, inteligentes, muito adequadas às óperas. Foi um espetáculo visual soberbo. Os cantores eram bons e a regência, impecável. Infelizmente, a escolha dos títulos foi, na minha opinião, infeliz: Um homem só tem libreto fraco, história sem graça e música que não emociona. Ainadamar é longa demais, monótona, com música pasteurizada e uma amplificação de vozes que não acrescenta absolutamente nada ao espetáculo (fiquei me perguntando como essa ópera pode ter feito tanto sucesso no mundo). Enfim, o Municipal está de parabéns pelas montagens e cantores, mas a escolha das óperas poderia ter sido melhor.
   
Paula Eu gostei muito de ver assistido os dois espetáculos, a música das duas óperas é incrível, só me decepcionei com algumas partes da Um Homem Só em que mal conseguia ouvir os cantores.
   
   

voto           voto



< Mês Anterior Outubro 2017 Próximo Mês >
D S T Q Q S S
1 2 3 4 5 6 7
8 9 10 11 12 13 14
15 16 17 18 19 20 21
22 23 24 25 26 27 28
29 30 31 1 2 3 4
 

 
São Paulo:

28/10/2017 - Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo

Rio de Janeiro:
23/10/2017 - XXII Bienal de Música Brasileira Contemporânea

Outras Cidades:
22/10/2017 - Vitória, ES - II Festival Sesi de Ópera
 




Clássicos Editorial Ltda. © 2017 - Todos os direitos reservados.

Rua João Álvares Soares, 1404
CEP 04609-003 – São Paulo, SP
Tel. (11) 3539-0045 – Fax (11) 3539-0046