Banner 468x60
Banner 180x60
Bom dia.
Sexta-Feira, 20 de Outubro de 2017.
 
E-mail:  Senha:

 

 
Nome

E-mail


 
Saiba como anunciar na Revista e no Site CONCERTO.
   


 

Vitrine Musical 2016 - Clique aqui e veja detalhes dos anunciantes

 
 
 
Maria João Pires: cidadã sergipana? (9/7/2009)
Por Irineu Franco Perpetuo

Ingressos caríssimos, esgotados e disputados a tapa: as pessoas mais improváveis têm me abordado por telefone, e-mail, SMS e programas de conversa da internet para pedir entradas para o concerto de quinta-feira, quando se celebra o décimo aniversário da Sala São Paulo.

Maior idealizador, entusiasta e defensor da Sala, o maestro John Neschling vai ficar de fora. A festa será comandada por Yan Pascal Tortelier, o regente principal interino, que manobra nos bastidores para se tornar efetivo. Enquanto tenta se cacifar diante de Fabio Mechetti, o candidado da secretaria estadual de Cultura, Tortelier escolheu um programa variado, no qual procura mostrar suas credenciais em música brasileira com as Bachianas Brasileiras nº 5, de Villa-Lobos (com solo de Laura Claycomb), e traz Maria João Pires no Concerto nº 20 para piano em ré menor, K. 466, de Mozart.

Esse é o mesmo concerto que Maria João toca em um deslumbrante DVD da Filarmônica de Berlim, sob a batuta de Pierre Boulez. A TV Cultura, que vai gravar e transmitir a apresentação do dia 9, adoraria transformar também esse concerto histórico em DVD, mas ainda depende da anuência dos artistas e da Fundação Osesp.

Difícil falar em Maria João Pires e não me lembrar do blog de João Luiz Sampaio [clique aqui], no qual fiquei sabendo que, em Portugal, noticia-se que ela vai renunciar à cidadania lusa, para ficar apenas com a brasileira [clique aqui].

O que pudemos apurar é que, radicada em Salvador, na Bahia, desde 2006, a pianista planeja implantar um ambicioso projeto educacional no estado vizinho, Sergipe, a ser anunciado no próximo dia 23, quando ela completa 65 anos de idade.

Como Leonardo Martinelli já noticiou aqui neste site [clique aqui], Sergipe tem desenvolvido uma importante atividade de concertos, em torno da sinfônica local, dirigida por Guilherme Mannis. Mannis teria sido o artífice da aproximação entre Pires e o governo local, que estaria disposto a apoiar um ambicioso programa de educação musical, em bases similares às quais a artista desenvolveu em Portugal – mais especificamente, em Belgais.

Atualmente tocado por Joana Pires, filha da artista, o projeto de Belgais enfrenta crescentes dificuldades financeiras [clique aqui], incluindo arresto de bens decretado pelo Ministério do Trabalho. Com apoio público, mas financiamento privado (para não ficar à mercê das idas e vindas da política), a iniciativa sergipana promete constituir a continuidade do projeto do além-mar, mas adaptado à realidade brasileira. A conferir.





Irineu Franco Perpetuo - é jornalista, colaborador do jornal Folha de S. Paulo e correspondente no Brasil da revista Ópera Actual (Barcelona).

Mais Textos

Primeiras impressões sobre a temporada da Osesp Por João Marcos Coelho (29/9/2017)
“Tosca” tem montagem competente no Rio de Janeiro Por Nelson Rubens Kunze (28/9/2017)
Refinamento e inventividade em “Brazilian Landscapes” Por Camila Frésca (28/9/2017)
Um “Nabucco” problemático no Theatro Municipal de São Paulo Por João Luiz Sampaio (26/9/2017)
Na estreia com a Osesp, Leonardo Hilsdorf encanta a Sala São Paulo Por Irineu Franco Perpetuo (22/9/2017)
Festival de Ópera do Theatro da Paz faz bom “Don Giovanni” Por Nelson Rubens Kunze (19/9/2017)
Penderecki e Szymanowski: uma noite musical maior Por Jorge Coli (18/9/2017)
Novo fôlego para a ópera no RS Por Everton Cardoso (8/9/2017)
Wagner de boa qualidade, mas sem lirismo e vigor dramático Por Jorge Coli (4/9/2017)
Finalmente Dudamel “suja” mãos e batuta com a “política” Por João Marcos Coelho (24/8/2017)
Dobradinha “Pulcinella & Arlecchino” tem boa realização no Theatro São Pedro Por Nelson Rubens Kunze (23/8/2017)
O bel canto colorido e expressivo de Javier Camarena Por Irineu Franco Perpetuo (10/8/2017)
Osesp faz belo concerto com programa raro Por Jorge Coli (9/8/2017)
Terceira edição do Festival Vermelhos consolida projeto cultural em Ilhabela Por Camila Frésca (8/8/2017)
Em busca da música Por João Marcos Coelho (28/7/2017)
Neojiba: o exemplo da Bahia para o Brasil Por Irineu Franco Perpetuo (24/7/2017)
Você conhece José Vieira Brandão? Por João Marcos Coelho (12/7/2017)
Campos do Jordão, Salzburg e a economia da cultura Por Nelson Rubens Kunze (12/7/2017)
Rameau em “dreadlocks” Por Jorge Coli (11/7/2017)
Isabelle Faust, Vadim Repin e Julian Rachlin: sobre expectativas, decepções e boas surpresas Por Camila Frésca (5/7/2017)
Encomenda da Osesp mostra Mehmari maduro Por Irineu Franco Perpetuo (3/7/2017)
Fórum apresenta importantes orientações para “endowments” culturais no Brasil Por Nelson Rubens Kunze (10/6/2017)
Filme “Filhos de Bach” marca por sua sensibilidade e delicadeza Por Nelson Rubens Kunze (9/6/2017)
Transformação social e o futuro da música clássica Por Anahi Ravagnani e Leonardo Martinelli (30/5/2017)
Os extras contemporâneos de Isabelle Faust na Sala São Paulo Por João Marcos Coelho (25/5/2017)
Festival Amazonas de Ópera encena ‘Tannhäuser’ e comemora 20ª edição Por Nelson Rubens Kunze (23/5/2017)
 
Ver todos os textos anteriores
 
<< voltar

 


< Mês Anterior Outubro 2017 Próximo Mês >
D S T Q Q S S
1 2 3 4 5 6 7
8 9 10 11 12 13 14
15 16 17 18 19 20 21
22 23 24 25 26 27 28
29 30 31 1 2 3 4
 

 
São Paulo:

20/10/2017 - Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo e Coro da Osesp

Rio de Janeiro:
26/10/2017 - XXII Bienal de Música Brasileira Contemporânea

Outras Cidades:
21/10/2017 - Campinas, SP - Orquestra Sinfônica Municipal de Campinas
 




Clássicos Editorial Ltda. © 2017 - Todos os direitos reservados.

Rua João Álvares Soares, 1404
CEP 04609-003 – São Paulo, SP
Tel. (11) 3539-0045 – Fax (11) 3539-0046