Banner 180x60
Boa noite.
Quinta-Feira, 14 de Dezembro de 2017.
 
E-mail:  Senha:

 

 
Nome

E-mail


 
Saiba como anunciar na Revista e no Site CONCERTO.
   


 

 

Vitrine Musical 2016 - Clique aqui e veja detalhes dos anunciantes

 

 
 
 
Cremona, a cidade dos violinos (9/9/2013)
Por Camila Frésca

Tudo em Cremona remonta ao violino. E, especialmente, ao mais famoso de todos os seus construtores, Antonio Stradivari. Por mais de um século, a cidade foi um polo internacional de onde saíam aqueles que ainda hoje são considerados os melhores violinos jamais feitos.

Stradivari não era um nome isolado e outros gigantes também desenvolveram sua arte aqui, como Niccolò Amati e sua família e os Guarneri. Na verdade todo o ambiente musical era efervescente – basta lembrar que um ano antes de Stradivari nascer, morria Claudio Monteverdi, também cidadão cremonense, em 1643.


Detalhe da vitrine de uma loja em Cremona [foto: divulgação/Lydia Abud]

No entanto, embora haja lembranças aqui e ali, nenhum dos outros nomes faz sombra ao prestígio e fama que Stradivari desfruta ainda hoje em Cremona. Ele dá nome a praça, rua, tem estátuas espalhadas pela cidade, e as casas onde morou são atrações turísticas. Lojas de roupas usam violinos nas vitrines como parte de sua decoração, e a mais tradicional casa de torrones (uma especialidade cremonense) fabrica doces no formato do instrumento.

A todas essas referências, somam-se, nos últimos dias, cartazes por toda a cidade anunciando o grande acontecimento: a inauguração do Museu do Violino Antonio Stradivari. A abertura acontece dia 14 de setembro, mas no dia 5 uma coletiva de imprensa reuniu jornalistas de toda a Europa e algumas outras partes do mundo. Trata-se de um projeto ambicioso daquele que provavelmente é o maior museu dedicado ao violino no mundo, com dezenas de instrumentos que valem alguns milhões de dólares.


Placa da praça que leva o nome de Stradivari [foto: divulgação/Lydia Abud]

Aos leitores do Site CONCERTO adianto imagens dessa adorável cidade. Tudo isso para deixá-los com água na boca para a matéria completa sobre o Museu do Violino, que estará na edição de outubro da Revista CONCERTO.


Torrones em vitrine na cidade de Cremona [foto: divulgação/Lydia Abud]





Camila Frésca - é jornalista e doutoranda em musicologia pela ECA-USP. É autora do livro "Uma extraordinária revelação de arte: Flausino Vale e o violino brasileiro" (Annablume, 2010).

Mais Textos

A goleada da Argentina (e nem precisaram do Messi) Por Nelson Rubens Kunze (8/12/2017)
Uma grande e despretensiosa sátira Por João Luiz Sampaio (8/12/2017)
Museu virtual reúne milhares de instrumentos de coleções britânicas Por Camila Frésca (4/12/2017)
Karnal, a Osesp e o governador Por Nelson Rubens Kunze (24/11/2017)
Quem não trafega nas redes sociais se trumbica Por João Marcos Coelho (24/11/2017)
Budu e Hilsdorf: nasce um duo Por Irineu Franco Perpetuo (14/11/2017)
Três óperas Por Jorge Coli (7/11/2017)
Convocação de OSs para Emesp, Guri e Conservatório de Tatuí reforça torniquete financeiro do governo Por Nelson Rubens Kunze (3/11/2017)
Para onde nos levará a onda de censura no país? Por João Marcos Coelho (31/10/2017)
Os quartetos de cordas e a reavaliação da obra de Villa-Lobos Por Camila Frésca (30/10/2017)
O Brahms profundo e espontâneo de Nelson Freire Por Irineu Franco Perpetuo (25/10/2017)
Primeiras impressões sobre a temporada da Osesp Por João Marcos Coelho (29/9/2017)
“Tosca” tem montagem competente no Rio de Janeiro Por Nelson Rubens Kunze (28/9/2017)
Refinamento e inventividade em “Brazilian Landscapes” Por Camila Frésca (28/9/2017)
Um “Nabucco” problemático no Theatro Municipal de São Paulo Por João Luiz Sampaio (26/9/2017)
Na estreia com a Osesp, Leonardo Hilsdorf encanta a Sala São Paulo Por Irineu Franco Perpetuo (22/9/2017)
Festival de Ópera do Theatro da Paz faz bom “Don Giovanni” Por Nelson Rubens Kunze (19/9/2017)
Penderecki e Szymanowski: uma noite musical maior Por Jorge Coli (18/9/2017)
Novo fôlego para a ópera no RS Por Everton Cardoso (8/9/2017)
Wagner de boa qualidade, mas sem lirismo e vigor dramático Por Jorge Coli (4/9/2017)
Finalmente Dudamel “suja” mãos e batuta com a “política” Por João Marcos Coelho (24/8/2017)
Dobradinha “Pulcinella & Arlecchino” tem boa realização no Theatro São Pedro Por Nelson Rubens Kunze (23/8/2017)
O bel canto colorido e expressivo de Javier Camarena Por Irineu Franco Perpetuo (10/8/2017)
Osesp faz belo concerto com programa raro Por Jorge Coli (9/8/2017)
Terceira edição do Festival Vermelhos consolida projeto cultural em Ilhabela Por Camila Frésca (8/8/2017)
Em busca da música Por João Marcos Coelho (28/7/2017)
 
Ver todos os textos anteriores
 
<< voltar

 


< Mês Anterior Dezembro 2017 Próximo Mês >
D S T Q Q S S
27 28 29 30 31 1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30
31 1 2 3 4 5 6
 

 
São Paulo:

17/12/2017 - Orquestra Infantil Heliópolis, Orquestra Preparatória Heliópolis e Orquestra Infantojuvenil Heliópolis

Rio de Janeiro:
15/12/2017 - Nádia Figueiredo - soprano

Outras Cidades:
20/12/2017 - Belo Horizonte, MG - Oratório O Messias, de Händel
 




Clássicos Editorial Ltda. © 2017 - Todos os direitos reservados.

Rua João Álvares Soares, 1404
CEP 04609-003 – São Paulo, SP
Tel. (11) 3539-0045 – Fax (11) 3539-0046