Banner 468x60
Banner 180x60
Boa noite.
Quinta-Feira, 19 de Outubro de 2017.
 
E-mail:  Senha:

 

 
Nome

E-mail


 
Saiba como anunciar na Revista e no Site CONCERTO.
   


 

Vitrine Musical 2016 - Clique aqui e veja detalhes dos anunciantes

 
 
 
“Tosca” tem montagem competente no Rio de Janeiro (28/9/2017)
Por Nelson Rubens Kunze

Não parece ser uma produção cara, nem é opulenta ou monumental. Mas é criativa, de bom gosto e, sobretudo, funciona. Em tempos de vacas magras, é muito boa a encenação de Tosca, de Puccini, que está em cartaz no Theatro Municipal do Rio de Janeiro. André Heller-Lopes, que concebeu e dirigiu cenicamente a montagem, soube “contar a história”, construindo, com beleza e emoção, o arco dramático do espetáculo.

Uma enorme escultura do busto de Cristo crucificado serve de fio condutor, dominando todos os atos (os cenários foram realizados por Manoel Puoci a partir dos desenhos de Juergen Kirner, feitos para a produção original do Landestheater de Salzburg). De forte efeito, a figura transmite a opressão moral e os medos, mesclados à falsidade, de um estado autoritário e repressor. O recurso também serve para criar cenas de grande impacto visual, o que é reforçado por uma competente iluminação (Fábio Retti) e caprichados figurinos (Marcelo Marques). No terceiro ato, com a enorme figura de Cristo tombada no meio da cena, abre-se lentamente uma janela de luz no fundo, inicialmente com um azul escuro da noite, passando progressivamente para o amarelo do dia. E é diante desta imagem contrastante, sóbria e brilhante, que se consuma o destino de Cavaradossi e Tosca...


Cena do Ato 1 de Tosca, produção do TMRJ [divulgação / Júlio Rónai]

O destaque vocal foi o cantor Eric Herrero, como Mario Cavaradossi, que fez de sua ária, no Ato 3, um dos pontos altos do espetáculo. Foi bom o Scarpia do baixo-barítono chileno Homero Pérez-Miranda, especialmente por seu corpo físico adequado e por sua desenvoltura cênica. E o que falar da Tosca de nossa grande dama do canto lírico Eliane Coelho? Sempre com talento e magnetismo ímpar, Eliane esbanjou interpretação e força dramática. Completaram o elenco Murilo Neves (fazendo o revolucionário Cesare Angelotti e o carcereiro), Ciro D'Araújo (Sacristão), Geilson Santos (Spoletta), Fabrizio Claussen (Sciarrone) e Carolina Morel e Nicole Costa (como Pastores).

A ópera foi apresentada pelo Coro e pela Orquestra Sinfônica do TMRJ, conduzidos pelo maestro Marcelo de Jesus. Apesar de no geral ter tido um bom desempenho (assisti à récita do dia 27 de setembro), a orquestra em algumas passagens soou excessivamente forte. Uma sobre-exposição de madeiras e metais (pelo menos no lugar do qual a assisti, no balcão) impediu também uma maior amálgama sonora.

A montagem de Tosca no Municipal do Rio dá provas, mais uma vez, do grande potencial artístico daquele teatro. É pena que vivamos tempos tão conturbados e instáveis: antes do início do espetáculo, a direção da casa agradeceu publicamente aos artistas e técnicos envolvidos na produção, já que, novamente, salários estão atrasados e sem previsão de pagamento...

[Tosca terá ainda uma última apresentação, com outro elenco, na sexta-feira dia 29 de setembro, às 20 horas.]

Veja abaixo outras fotos da produção do Theatro Municipal do Rio de Janeiro
[divulgação / Júlio Rónai]





Nelson Rubens Kunze - é diretor-editor da Revista CONCERTO

Mais Textos

Primeiras impressões sobre a temporada da Osesp Por João Marcos Coelho (29/9/2017)
Refinamento e inventividade em “Brazilian Landscapes” Por Camila Frésca (28/9/2017)
Um “Nabucco” problemático no Theatro Municipal de São Paulo Por João Luiz Sampaio (26/9/2017)
Na estreia com a Osesp, Leonardo Hilsdorf encanta a Sala São Paulo Por Irineu Franco Perpetuo (22/9/2017)
Festival de Ópera do Theatro da Paz faz bom “Don Giovanni” Por Nelson Rubens Kunze (19/9/2017)
Penderecki e Szymanowski: uma noite musical maior Por Jorge Coli (18/9/2017)
Novo fôlego para a ópera no RS Por Everton Cardoso (8/9/2017)
Wagner de boa qualidade, mas sem lirismo e vigor dramático Por Jorge Coli (4/9/2017)
Finalmente Dudamel “suja” mãos e batuta com a “política” Por João Marcos Coelho (24/8/2017)
Dobradinha “Pulcinella & Arlecchino” tem boa realização no Theatro São Pedro Por Nelson Rubens Kunze (23/8/2017)
O bel canto colorido e expressivo de Javier Camarena Por Irineu Franco Perpetuo (10/8/2017)
Osesp faz belo concerto com programa raro Por Jorge Coli (9/8/2017)
Terceira edição do Festival Vermelhos consolida projeto cultural em Ilhabela Por Camila Frésca (8/8/2017)
Em busca da música Por João Marcos Coelho (28/7/2017)
Neojiba: o exemplo da Bahia para o Brasil Por Irineu Franco Perpetuo (24/7/2017)
Você conhece José Vieira Brandão? Por João Marcos Coelho (12/7/2017)
Campos do Jordão, Salzburg e a economia da cultura Por Nelson Rubens Kunze (12/7/2017)
Rameau em “dreadlocks” Por Jorge Coli (11/7/2017)
Isabelle Faust, Vadim Repin e Julian Rachlin: sobre expectativas, decepções e boas surpresas Por Camila Frésca (5/7/2017)
Encomenda da Osesp mostra Mehmari maduro Por Irineu Franco Perpetuo (3/7/2017)
Fórum apresenta importantes orientações para “endowments” culturais no Brasil Por Nelson Rubens Kunze (10/6/2017)
Filme “Filhos de Bach” marca por sua sensibilidade e delicadeza Por Nelson Rubens Kunze (9/6/2017)
Transformação social e o futuro da música clássica Por Anahi Ravagnani e Leonardo Martinelli (30/5/2017)
Os extras contemporâneos de Isabelle Faust na Sala São Paulo Por João Marcos Coelho (25/5/2017)
Festival Amazonas de Ópera encena ‘Tannhäuser’ e comemora 20ª edição Por Nelson Rubens Kunze (23/5/2017)
 
Ver todos os textos anteriores
 
<< voltar

 


< Mês Anterior Outubro 2017 Próximo Mês >
D S T Q Q S S
1 2 3 4 5 6 7
8 9 10 11 12 13 14
15 16 17 18 19 20 21
22 23 24 25 26 27 28
29 30 31 1 2 3 4
 

 
São Paulo:

28/10/2017 - Antonio Meneses - violoncelo

Rio de Janeiro:
30/10/2017 - Orquestra Nacional do Capitólio de Toulouse

Outras Cidades:
31/10/2017 - Engenheiro Coelho, SP - Orquestra Sinfônica Municipal de Campinas
 




Clássicos Editorial Ltda. © 2017 - Todos os direitos reservados.

Rua João Álvares Soares, 1404
CEP 04609-003 – São Paulo, SP
Tel. (11) 3539-0045 – Fax (11) 3539-0046