Alex Klein é o novo regente da Orquestra Sinfônica da Paraíba

por Redação CONCERTO 04/01/2012

Conforme notícia publicada no site do governo da Paraíba, em coletiva de imprensa realizada ontem, terça-feira 3 de janeiro, o secretário da Cultura Chico César anunciou o oboísta e maestro Alex Klein como  novo regente titular da Orquestra Sinfônica da Paraíba (OSPB). De acordo com o secretário, a chegada de um regente brasileiro de renome internacional tem o objetivo de promover a autoestima do grupo e o retorno de grandes músicos que, ao longo dos últimos anos, deixaram a orquestra por falta de estímulo e perspectiva. “Nas próximas semanas, Alex Klein vai se transferir para João Pessoa e se dedicará à implementação de uma nova metodologia no funcionamento da orquestra, a partir das dimensões artística e social”, disse Chico César.

 

Ainda segundo o site, a escolha do novo regente atende às demandas do Governo do Estado, que, a partir deste ano, pretende implantar o Sistema Estadual de Orquestras, reunindo numa plataforma informações sobre orquestras, bandas e fanfarras paraibanas. Com base no sistema desenvolvido na Venezuela, a Secretaria de Estado da Cultura (Secult) desenvolverá o Programa de Inclusão Através da Música e Arte, o “Prima”.

Na mesma matéria, Alex Klein afirma que a proposta é de que, até 2013, a Paraíba tenha 40 orquestras e uma série de polos de ensino de música. A intenção, segundo ele, é que esse ensino seja descentralizado, com a finalidade de promover ações cidadãs por meio do acesso à musica e à formação musical. “Muitas vezes, os estados e municípios pecam por não reconhecer seus talentos potenciais. Por isso, nossa proposta é que o governo atue como elemento participativo na formação de jovens, promovendo a cidadania pela arte”, destacou.

Ainda de acordo com o site, a temporada de concertos de 2012 da Sinfônica da Paraíba está prevista para ter início no dia 8 de março, com novidades – como a presença de um compositor residente e a participação de regentes convidados vindos dos Estados Unidos e Europa, além de repertórios que mesclarão obras dos padrões clássicos mundiais, a exemplo de Brahms e Beethoven, com características da música paraibana e brasileira, no que Klein define como “um padrão cultural que valoriza as particularidades da terra”.

Alex Klein é um dos mais brilhantes músicos brasileiros de sua geração. Em 2002, o oboísta venceu o prêmio Grammy por sua gravação do concerto de Strauss com a Orquestra Sinfônica de Chicago, sob a direção de Daniel Barenboim, e recebeu o 1° Prêmio no Concurso Internacional de Genebra, um dos mais prestigiados do mundo. Ainda como instrumentista, integrou durante muitos anos a Sinfônica de Chicago, da qual teve de se retirar em razão de problemas de saúde. Desde então, Alex Klein tem se dedicado à carreira de maestro. Entre 2010 e 2011, teve uma rápida passagem pela direção artística do Theatro Municipal de São Paulo. Atualmente Alex Klein é diretor artístico do Festival de Música de Santa Catarina, Femusc.

A Orquestra Sinfônica da Paraíba foi fundada em 1945 e teve importante atuação em início dos anos 1980. Na época, por empenho direto do então governador Tarcísio Burity – que valorizou o conjunto e investiu em parcerias com a Universidade Federal da Paraíba –, a Sinfônica da Paraíba era considerada uma das principais orquestras do país