Com Robert Levin, Bachiana Filarmônica homenageia Vladimir Herzog em concerto na Sala São Paulo

por Redação CONCERTO 14/08/2015

No dia 15 de agosto, a Orquestra Bachiana Filarmônica Sesi-SP faz um concerto em memória dos 40 anos de morte do jornalista Vladimir Herzog. À época diretor de jornalismo da TV Cultura, Herzog foi preso, torturado e morto pelo exército em outubro de 1975 – a cena de seu suposto suicídio, forjada pelos militares, tornou-se um símbolo da luta pela democracia no país.

 

Realizado pela Fundação Bachiana em parceria com o Instituto Vladimir Herzog, o concerto terá como convidados dois pianistas, o norte-americano Robert Levin e a taiwanesa Ya-Fei Chuang. O programa se inicia com o Hino nacional, cantado por crianças da Fundação Cafu e da Bachiana Sesi-SP, regidas por João Carlos Martins.

Martins segue na regência no Concerto nº 1 de Mendelssohn, que tem solos de Robert Levin. Na sequência, Levin sobe ao pódio para comandar o Concerto nº 1 de Liszt, agora interpretado por Ya-Fei Chuang. O piano troca novamente de mãos para o segundo movimento do Concerto nº 5, Imperador, de Beethoven, tocado por João Carlos Martins e comandado por Levin.

Então são apresentados o Libertango, de Piazzolla, a suíte de A lista de Schindler, de John Williams – com solos do jovem violinista Guido Sant’Anna – e um arranjo de Trem das onze, do sambista paulista Adoniran Barbosa.

[Veja mais no Roteiro Musical]

Clássicos Editorial Ltda. © 2015 - Todos os direitos reservados.
A reprodução de todo e qualquer conteúdo requer autorização, exceto trechos com link para a respectiva página.