Festival de Inverno de Campos do Jordão divulga programação

por Redação CONCERTO 27/05/2015

A Fundação Osesp divulgou a programação 46º Festival Internacional de Inverno de Campos do Jordão, que acontece entre os dias 4 de julho e 2 de agosto, e promove concertos distribuídos entre os palcos da cidade, como o Auditório Cláudio Santoro e o Espaço Cultural Dr. Além, e a Sala São Paulo, na capital paulista. Organizado pela Fundação Osesp desde 2012, o festival tem novamente direção executiva de Marcelo Lopes, direção artística de Arthur Nestrovski, coordenação artístico-pedagógica de Fabio Zanon e consultoria artística de Marin Alsop.

 

Participam da programação algumas das principais orquestras brasileiras, como a Osesp, a Sinfônica Municipal de São Paulo, a Orquestra do Theatro São Pedro, a Sinfônica da USP, a Filarmônica de Goiás, a Sinfônica Heliópolis e a Sinfônica Municipal de Campinas. Já entre os solistas, destaque para o violoncelista Antonio Meneses, o pianista Cristian Budu, o trompetista Pacho Flores, e o fagotista Martin Kuusmann. Na área de música de câmara, o festival recebe o Duo Assad, o Quarteto Brodsky, da Inglaterra, e o Cavatina Duo, dos Estados Unidos, entre outros.

E na última semana do festival, entre os dias 27 de julho e 2 de agosto, acontece o 2º Festival Coral, com coordenação de Naomi Munakata. O evento forma também o Coro do Festival, com aproximadamente 40 bolsistas do Festival de Campos do Jordão. Participam da programação os coros da Osesp – Acadêmico, Infantil e Juvenil –, o Coral Jovem do Estado, a Capella Paulistana, e o Coral Paulistano.

Programação artística
A abertura oficial acontece no dia 4 de julho, no Auditório Claudio Santoro, em Campos do Jordão, com a Osesp. Sob a regência de sua maestrina titular, Marin Alsop, o grupo interpreta a famosa suíte Os planetas, de Gustav Holst.

Formada por alunos bolsista, a Orquestra do Festival faz três programas durante o evento, sempre com duas apresentações cada, uma no Auditório Claudio Santoro, outra na Sala São Paulo. O primeiro, nos dias 11 e 12 de julho, tem regência da inglesa Sian Edwards, chefe do curso de regência da Academia Real, de Londres, e o violinista Luiz Filip, da Filarmônica de Berlim, como solista.

Nos dias 18 e 19 a Orquestra do Festival apresenta seu segundo programa, agora sob regência de Marin Alsop; no repertório, a Sinfonia nº 7 de Dvorák, e a suíte O pássaro de fogo, de Stravinsky. Os dois últimos concertos da Orquestra do Festival, que encerram o evento, acontecem nos dias 25 e 26, e têm regência do japonês Eiji Oue. O grupo interpreta a Passacaglia de Marlos Nobre, e a Sinfonia nº 1, Titã, de Gustav Mahler.

Programação pedagógica
Em 2015 o Festival de Campos do Jordão terá 144 alunos com bolsas integrais, que incluem hospedagem, transporte e alimentação. Este ano as atividades ocorrerão na Sala São Paulo, na capital paulista, onde os jovens músicos terão aulas, masterclasses e ensaios.

Outra novidade são as bolsas parciais, distribuídas para 50 alunos. Esse grupo participará da Camerata do Festival, com regência do jovem maestro baiano Yuri Azevedo – formado pelo Neojiba, Azevedo ganhou o Prêmio Eleazar de Carvalho, distinção máxima do festival, em 2012, e atualmente é regente assistente da Orquestra Experimental de Repertório, do Theatro Municipal de São Paulo.

A lista extensa lista de professores do festival inclui nomes como Daniel Rowland (violino, Quarteto Brodsky), Emmanuele Baldini (violino, Osesp), Luiz Filip (violino, Filarmônica de Berlim), Anna Serova (viola), Antonio Meneses (violoncelo), Washington Barella (oboé, Universidade de Artes de Berlim), Michael Collins (clarinete), Pacho Flores (trompete), Eduardo Monteiro, Michael Sheppard (piano), Duo Assad (violão), Aylton Escobar (composição), Marin Alsop, Sian Edwards e Eiji Oue (regência).

Oferecido pela Secretaria Estadual de Cultura, o tradicional prêmio Eleazar de Carvalho concede US$ 1.400 mensais por até nove meses para o mais destacado aluno do festival. E entre as instituições parceiras, que enviam professores para o festival e selecionam estudantes para intercâmbios, estão a Academia Real de Música, de Londres, o Real Conservatório de Haia, o Peabody Institute, de Baltimore, e a École Normale de Musique, de Paris.

 


 

[Veja também]
Parte pedagógica do Festival de Campos do Jordão será em São Paulo

Clássicos Editorial Ltda. © 2015 - Todos os direitos reservados.
A reprodução de todo e qualquer conteúdo requer autorização, exceto trechos com link para a respectiva página.