Festival Internacional de violão Leo Brouwer tem segunda edição

por Redação CONCERTO 05/12/2009

Após o sucesso da primeira edição, o Departamento de Música da ECA-USP e o Instituto Cervantes realizam pelo segundo ano o Festival Leo Brouwer – 2º Festival Internacional de Violão USP. “O sucesso do Festival incentivou-nos à realização desta segunda edição, agora com o Sesc juntando-se a nossa parceria – não somente abrindo seus espaços como também possibilitando a continuidade de um ciclo que privilegia a excelência do violão brasileiro e internacional”, afirmam seus organizadores, os professores Edelton Gloeden e Gil Jardim.

Esta edição do Festival Leo Brouwer, que acontece entre os dias 6 e 13, é dedicada a eventos especiais: a passagem do cinquentenário da morte de Heitor Villa-Lobos, as comemorações dos 70 anos de Leo Brouwer, que estará presente, e duas homenagens a personalidades lendárias do violão brasileiro: Geraldo Ribeiro, violonista e compositor que também completou 70 anos, e Ronoel Simões, que em 2009 fez 90 anos. O recital em homenagem aos violonistas brasileiros reunirá diferentes gerações de instrumentistas, como Paulo Porto Alegre, Fábio Zanon, Paulo Martelli e o Duo Siqueira Lima.

Neste ano, além do grande mestre cubano, o evento trará artistas internacionais de primeira grandeza, como Egberto Gismonti e Odair Assad, que fará seu primeiro recital como solista no Brasil; o escocês Paul Galbraith, com suas abordagens instigantes na execução de transcrições e releituras de obras originais em um instrumento de oito cordas; o violonista cubano Victor Pellegrini, um especialista da obra de Brouwer; e o versátil quarteto de violões espanhol EntreQuatre.

Será apresentada a obra de Leo Brouwer para violão solo e formações camerísticas, incluindo diversas primeiras audições no Brasil e duas estreias mundiais. Outra novidade é a apresentação de obras corais do mestre cubano pelo Coro da ECA.

O concerto de abertura, dia 6, no Masp, terá obras de Villa-Lobos, Leo Brouwer e Egberto Gismonti, com músicos como Antonio Carlos Carrasqueira (flauta), Dilson Florêncio (saxofone alto) e Odair Assad (violão).