Filarmônica de Minas resgata música colonial

por Redação CONCERTO 20/09/2008

Uma série de composições da música colonial mineira do século XVIII ainda pouco conhecidas do público serão interpretadas pela Orquestra Filarmônica e pelo Coral Lirico de Minas Gerais na próxima terça-feira, dia 23 de setembro, no Palácio das Artes. A apresentação é resultado de um longo processo de resgate, pesquisa e edição de partituras de compositores mineiros do período colonial. Além da orquestra e coro, participam os solistas Denise Tavares (soprano), Vanya Soares (contralto), Marcos Thadeu (tenor) e Carlos Eduardo Marcos (baixo), todos sob a regência do maestro convidado Afrânio Lacerda (foto).

Obras e compositores
As quatro obras a serem executadas fazem parte do Museu da Música de Mariana. São elas: Hino a Maria Mater Gratiae, de Marcos Coelho Netto (1746-1806); Gradual e ofertório do Espírito Santo, de Miguel Teodoro Ferreira (1788-1818); Novena de Nossa Senhora do Pilar, de Francisco Gomes da Rocha (1754-?) e Grande missa em mi bemol maior", de José Joaquim Emerico Lobo de Mesquita (1746-1805).