Mozarteum apresenta Sinfônica Heliópolis com solista alemão

por Redação CONCERTO 26/06/2009

Encerrando as atrações do primeiro semestre, o Mozarteum Brasileiro traz a São Paulo o violinista alemão Erik Schumann como convidado da Orquestra Sinfônica Heliópolis e do maestro Roberto Tibiriçá. As apresentações acontecem na Sala São Paulo terça e quarta-feira, dias 30 de junho e 1º de julho.

O encontro é fruto da parceria entre o Mozarteum Brasileiro e o Instituto Baccarelli, organização responsável pela sinfônica. Há mais de três anos o Mozarteum coloca em contato estudantes de música de baixa renda matriculados no instituto com os músicos de renome internacional que se apresentam pela entidade. Desta vez, além de participarem das master classes, os jovens terão a oportunidade de se apresentar como anfitriões de um artista premiado internacionalmente.

O repertório das apresentações traz exclusivamente obras de Mendelssohn, em comemoração aos 200 anos de seu nascimento. Assim, serão executadas a abertura As Hébridas, o Concerto para violino op. 64 e a Sinfonia nº 4, mais conhecida como “Italiana”.

Solista do concerto, o jovem alemão Erik Schumann tem conquistado numerosos prêmios e distinções. Já tocou com renomadas orquestras da Europa e Estados Unidos, realizou turnês na China e diversas vezes no Japão e se apresentou em importantes salas de concertos ao redor do mundo.

Se você ainda não ouviu a Sinfônica Heliópolis, prepare-se para uma grande (e ótima!) surpresa. Dirigida pelo maestro Roberto Tibiriçá, a sinfônica é um dos programas artísticos desenvolvidos pelo Instituto Baccarelli, uma associação civil de promoção social localizada na comunidade de Heliópolis, em São Paulo, que oferece formação musical e artística de excelência para crianças e jovens. Atualmente, é composta por 80 músicos vindos das mais diversas cidades do país. O maestro Zubin Mehta se tornou o patrono da Sinfônica Heliópolis após reger a orquestra em visita ao Brasil, no ano de 2005.

[Clique aqui para mais detalhes do Roteiro Musical.]